Bolsonaro se queixa de "tanta oposição" e afirma que vida "acabou" depois de vitória em eleição

Yahoo Notícias
Bolsonaro desabafa diante de jovens venezuelanos - Foto: Reprodução/Youtube
Bolsonaro desabafa diante de jovens venezuelanos - Foto: Reprodução/Youtube

Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (16) que não é fácil governar diante de “tanta oposição e, em tom de lamento, afirmou que “sua vida praticamente acabou depois das eleições”. Quase sem conseguir esconder a emoção, o presidente desabafou: “Não queira estar no meu lugar. Sabia que ia ser difícil, mas temos aqui uma prova viva que devemos lutar pelos nossos filhos”.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em sua fala, Bolsonaro fez referência a jovens venezuelanos que visitaram o Palácio do Planalto, onde aconteceu uma apresentação musical. Depois do evento, a equipe do presidente ofereceu um lanche para as crianças e os adolescentes. O encontro foi transmitido ao vivo na página oficial do presidente.

Leia também

"Estou um pouco emocionado porque eu já fui garoto. Lá atrás muitos brasileiros evitaram que o Brasil por causa de um regime, por ventura, volte. Temos que nos conscientizar", declarou ele, em referência aos governos petistas que o antecederam. De acordo com Bolsonaro, a esquerda brasileira ajudou a eleger o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez, que morreu em 2013, e seu sucessor, Nicolás Maduro.

Há anos a Venezuela vive afundada em uma grave crise social. Por isso, alguns venezuelanos começaram a migrar para o Brasil. Uma das regiões que mais recebeu pessoas do nosso vizinho foi Pacaraima, em Roraima.

Bolsonaro reclamou da pressa de seus apoiadores e das críticas dos opositores. "Quase por um milagre o Brasil conseguiu mudar o seu governo. Não é fácil manter a linha que nós queremos manter com tanta oposição", comentou Bolsonaro. Para ele, "alguns reclamam o tempo todo" e mesmo brasileiros teoricamente simpáticos ao governo "querem que a gente mude o país de um ano para o outro".

Após o desabafo emocionado, Bolsonaro tentou se retratar. "Tem que ter uma conscientização no Brasil. Minha vida acabou. Praticamente acabou depois das eleições. Não estou reclamando disso. Peço apenas que os brasileiros pensem no seu país."

Leia também