Bolsonaro recusa convite para ir à final da Libertadores, diz jornalista

LANCE!
·1 minuto de leitura


O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, recusou o convite da Conmebol para comparecer na final da Libertadores entre Palmeiras e Santos, neste sábado, às 17h, no Maracanã. Bolsonaro comunicou o não comparecimento à entidade e ficou de enviar um ofício para formalizar a recusa. A informação foi divulgada pela jornalista Gabriela Moreira em seu blog.

A equipe que cuida da agenda do presidente informou a negativa à diretora de Relações Internacionais da Conmebol, Leila Rachid. O comunicado foi feito após a confederação sul-americana avisar que, por conta da pandemia do novo Coronavírus, não permitirá pessoas que não sejam dos clubes no campo do estádio. Sendo assim, Bolsonaro não poderia entregar a taça ao campeão.


>> Veja a trajetória de Palmeiras e Santos na Libertadores


Ainda de acordo com a jornalista, a assessoria de Jair Bolsonaro tem aconselhado o presidente a não comparecer em eventos esportivos. Ele, inclusive, chegou a demonstrar interesse em ir na partida entre Flamengo e Palmeiras na última semana, no Mané Garrincha, em Brasília, mas teria sido desaconselhado. Apesar disso, apareceu no treino do Flamengo realizada na capital federal no dia seguinte.

Por fim, o blog afirma que o Palmeiras não convidou o presidente para a partida por não conseguir comportar todo o cerimonial do presidente e por não querer atrelar o clube a um campo político no momento. Grupos de torcedores do Alviverde e do Santos nas últimas semanas se manifestaram contra a presença de Bolsonaro na final.