"É guerra, precisamos jogar pesado contra os governadores", diz Bolsonaro a empresários

Yahoo Notícias
Bolsonaro em discurso na frente do Palácio da Alvorada (Foto: Getty Images)
Bolsonaro em discurso na frente do Palácio da Alvorada (Foto: Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) partiu para o ataque contra governadores que estão tendo atitudes diferentes das suas na questão do combate ao novo coronavírus. Seus maiores alvos ultimamente são João Doria e Wilson Witzel, que comandam São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Neste quinta, em videoconferência organizada pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf (aliado de Bolsonaro), o chefe do Executivo pediu a um grupo de empresários a reabertura do comércio, disse que é “guerra” e que o empresariado precisa “jogar pesado” com os governadores. As informações são da Folha de S.Paulo.

Leia também

“Um homem está decidindo o futuro de São Paulo, decidindo o futuro da economia do Brasil”, disse o presidente em referência ao governador João Doria (PSDB). “Os senhores, com todo o respeito, têm que chamar o governador e jogar pesado. Jogar pesado, porque a questão é série, é guerra”, falou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

"Nós temos que mostrar a cara, botar a cara para apanhar. Porque nós devemos mostrar a consequência lá na frente. Lá na frente, eu tenho falado com o ministro Fernando [Azevedo], da Defesa... os problemas vão começar a acontecer. De caos, saque a supermercados, desobediência civil. Não adianta querer convocar as Forças Armadas porque não existe gente para tanta GLO [Garantia da Lei e da Ordem]."

Mais cedo, na frente do Palácio da Alvorada, Bolsonaro fez outro apelo pela reabertura do comércio e disse que está pronto para “conversar” com os governadores.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também