Bolsonaro confirma realização de Copa América e anuncia jogos em três estados e DF

·2 minuto de leitura
BRASILIA, DF,  BRASIL,  01-06-2021 - O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASILIA, DF, BRASIL, 01-06-2021 - O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro confirmou na tarde desta terça-feira (1º) que o Brasil sediará a Copa América 2021.

De acordo com o ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, os jogos acontecerão nos estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso, Goiás e no Distrito Federal.

No evento de assinatura do contrato de transferência de tecnologia da vacina para Covid-19 entre a AstraZeneca e o governo federal, Bolsonaro havia anunciado Mato Grosso do Sul em vez de Mato Grosso. Também havia dito que um quinto estado que "chegou um pouco atrasado", seria sede.

Nos bastidores, falava-se em São Paulo, mas o governador João Doria (PSDB) decidiu vetar jogos da Copa América no estado.

"Confirmada a Copa América no Brasil. Venceu a coerência! O Brasil que sedia jogos da Libertadores, Sul-Americana, sem falar nos campeonatos estaduais e brasileiro, não poderia virar as costas para um campeonato tradicional como este. As partidas serão em MT, RJ, DF e GO, sem público", escreveu o ministro.

Bolsonaro disse ter sido procurado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) na segunda-feira (31) e, como o país está sediando outros campeonatos "sem problema nenhum", ouviu ministros e não se opôs a receber a competição, dando uma resposta "em poucas horas", com explicou em discurso.

Bolsonaro citou a realização da primeira fase da Copa Libertadores e o início dos jogos da segunda etapa bem como os das Eliminatórias da Copa do Mundo.

"Então, decidimos que o que dependesse do governo federal, seguindo os mesmos protocolos, nós estávamos em condições de realizar a Copa América aqui no Brasil", afirmou Bolsonaro.

Auxiliares do presidente passaram o dia sustentando o discurso feito na segunda (31) pelo ministro da Casa Civil. Ramos havia dito que a organização da competição não cabia ao governo.

No fim da tarde, Bolsonaro afirmou que Ramos participou da escolha das sedes.

"Faltava agora então, via não só CBF, bem como com a colaboração da Casa Civil, escolhermos as sedes em comum acordo, obviamente, com os governadores", disse Bolsonaro antes de anunciar cidades e estados.

"Então, pelo que tudo indica, prezado [ministro da Saúde, Marcelo] Queiroga, seguindo os mesmos protocolos, o Brasil sediará a Copa América. Parabéns ao Ministério da Saúde, aos ministros envolvidos, bem como a CBF", afirmou o mandatário.

Procurada sobre a tabela e distribuição das equipes por sedes, a CBF informou que a Conmebol é quem deverá fazer os anúncios relativos à competição. A entidade que comanda o futebol sul-americano disse que ainda divulgará as rodadas e locais.

A competição está prevista para começar no dia 13 de junho, com a disputa da final em 10 de julho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos