Bolsonaro confirma que Onyx Lorenzoni irá pra Secretaria-Geral

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro gestures as he speaks during a press conference on a new fuel tax policy at Planalto Palace in Brasilia on February 5, 2021. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Bolsonaro negou que esteja negociando ministérios com o grupo de partidos conhecido como Centrão. (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta segunda-feira que Onyx Lorenzoni será deslocado do Ministério da Cidadania para a Secretaria-Geral da Presidência.

Bolsonaro negou que esteja negociando ministérios com o grupo de partidos conhecido como Centrão, apesar da Cidadania ter sido prometida para o Republicanos.

Durante entrevista à TV Band, Bolsonaro disse inicialmente que a "previsão" é que Onyx vá para Secretaria-Geral, um dos ministérios que ficam no Palácio do Planalto.

Leia também:

Ao mesmo tempo, negou negociações com o Centrão:

“Hoje o meu relacionamento com esses parlamentares do centro está harmônico, sem problema nenhum. Não dei nenhum ministério para eles. Estão dizendo agora que eu vou dar um banco para o Centrão. Não existe isso. Eu tenho um ministério vago, aqui da Secretaria-Geral, que a previsão é trazer o Onyx Lorenzoni para cá e botar uma outra pessoa no Ministério da Cidadania. Isso que está previsto no momento”, disse Bolsonaro

Depois, o presidente confirmou a troca:

“Vai para a Secretaria-Geral”.

A Secretaria-Geral está sendo comandada interinamente depois por Pedro Cesar Nunes, subchefe de Assuntos Jurídicos, desde que Jorge Oliveira deixou o governo no final de 2020 para tomar posse como ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).

da agência O Globo