Bolsonaro chama Moro de "Judas" e diz que "ninguém dará golpe" nele

Yahoo Notícias


El presidente de Brasil Jair Bolsonaro habla durante la ceremonia de inauguración del recién designado ministro de justicia en el palacio presidencial Planalto en Brasilia, Brasil el miércoles 29 de abril de 2020. (AP Foto/Eraldo Peres)
El presidente de Brasil Jair Bolsonaro habla durante la ceremonia de inauguración del recién designado ministro de justicia en el palacio presidencial Planalto en Brasilia, Brasil el miércoles 29 de abril de 2020. (AP Foto/Eraldo Peres)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou Sergio Moro de "Judas" ao mencionar o depoimento que o ex-ministro prestará à Polícia Federal neste sábado (2), referente às acusações contra o chefe do Executivo feitas pelo ex-juiz ao sair do governo.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?", disse Bolsonaro ao publicar no Twitter um vídeo sobre as suspeitas em relação ao mandante da facada que levou na campanha de 2018. "Os mandantes estão em Brasília?", escreveu.

Nesta manhã, durante encontro com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que "ninguém vai querer dar um golpe" após ouvir o discurso de um simpatizante com crítica ao STF (Supremo Tribunal Federal).


Leia também:

"Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição, fiquem tranquilos. Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim não, fiquem tranquilos", disse. Antes, um apoiador disse que estava no local para "dar apoio" a Bolsonaro e "repudiar o que o STF está fazendo com o senhor".

Leia também