Bolsonaro diz que “autoritarismo pode aflorar” se governadores não cumprirem decreto

Yahoo Notícias
Presidente Jair Bolsonaro afirmou que descumprimento de decreto é afronta ao estado democrático de direito (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)
Presidente Jair Bolsonaro afirmou que descumprimento de decreto é afronta ao estado democrático de direito (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para comentar o descontentamento com o novo decreto, que inclui academias, barbearias e salões de beleza nas “atividades essenciais”. Bolsonaro afirmou que o descumprimento da medida pode gerar o autoritarismo no Brasil.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“Alguns governadores se manifestaram publicamente que não cumpriram nosso decreto”, escreveu o presidente. Bolsonaro afirma ainda que os governantes estaduais que não concordam podem entrar com ações na justiça ou, via congressistas, “entrar projeto de Decreto Legislativo”.

Segundo o presidente, a afronta ao estado democrático de direito é o pior caminho e aflora o “indesejável autoritarismo no Brasil”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Bolsonaro ainda escreveu que o objetivo do decreto é atender milhões de profissionais que desejam voltar o trabalho, além de levar saúde e renda à população.

Leia também

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também