Bologna e Sassuolo reabrirão centros de treinamento

AFP
Estádios italianos sem torcida devido ao coronavírus
Estádios italianos sem torcida devido ao coronavírus

O Bologna e o Sassuolo, clubes da primeira divisão do futebol italiano, irão reabrir seus centros de treinamentos para que os jogadores de seus elencos possam se exercitar, depois de receberem o aval das autoridades da região de Emília-Romanha, anunciaram os clubes neste sábado (2).

Os clubes da Serie A insistiram na sexta-feira (1º) na vontade unânime de concluir a temporada em andamento, interrompida desde março devido à pandemia do coronavírus. Uma decisão sobre o caso deverá ser anunciada pelas autoridades italianas nos próximos dias.

Oficialmente, os treinos estão proibidos até 18 de maio para esportes coletivos na Itália. No caso de modalidades individuais, os atletas estarão autorizados a treinar a partir de segunda-feira (4).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

As regiões da Emília-Romanha (norte), na sexta-feira, e da Campânia (sul), neste sábado, se mostraram favoráveis a uma abertura dos centros de treinamento a partir de segunda-feira, apesar da tensão entre o governo italiano e algumas regiões em relação ao ritmo do plano de desconfinamento nacional, que começa a ser implementado nesta segunda.

Quatro clubes da Serie A são oriundos da região da Emília-Romanha (Parma, SPAL, Sassuolo e Bologna). A Campânia é a casa do Napoli, uma das equipes mais tradicionais do futebol italiano.

O Sassuolo informou que os jogadores que quiserem participar dos treinos poderão fazê-lo apenas nos campos ao ar livre. Tanto os vestiários como os escritórios e a academia continuarão fechados.

Apenas seis jogadores poderão se exercitar simultaneamente em respeito às medidas de distanciamento social.

O Bologna também informou que somente os campos ao ar livre ficarão abertos a partir de terça-feira (5).

O Napoli, o SPAL e o Parma não se manifestaram até o momento sobre seus planos de retomada dos treinos.

Leia também