“Boi Bandido” é convocado pela primeira vez para a seleção chinesa

O atacante Aloisio, popularmente conhecido como “Boi Bandido”, foi convocado pela primeira vez para a seleção chinesa, nesta quarta-feira (29). Com cidadania do país asiático desde o ano passado, o jogador, atualmente no Guanghzou Evergrande, participará de uma sessão de treinos entre os dias 10 e 27 de maio, na cidade de Xangai.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Presente na lista do técnico Li Tie com seu nome chinês Luo Guofu, Aloisio será o segundo brasileiro e terceiro estrangeiro a defender a equipe nacional na história, seguindo o caminho do inglês Nico Yennaris, conhecido agora como Li Ke, e Elkeson, chamado de Ai Kesen.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

- Em 2014, tomei uma das decisões mais difíceis da minha vida profissional ao aceitar vir jogar na China. Na época, não era muito comum e acredito que fui um dos primeiros brasileiros a fazer esse caminho. Apesar de muitas dificuldades, sempre fui extremamente bem tratado pelo povo chinês e por todos os clubes que joguei. Superei muitos desafios, consegui triunfar e sou muito grato por tudo o que já vivi no país. Já são seis anos e meio na China e essa convocação me enche de orgulho porque significa que todo o meu trabalho e dedicação foram reconhecidos e farei de tudo para retribuir o que a China me deu. Pode ter certeza de que representarei a equipe nacional com muita honra e profissionalismo, como sempre fiz em todos os times que defendi ao longo da minha carreira - disse o atacante, que também aproveitou para agradecer algumas pessoas.

- Nesse momento, gostaria de agradecer a todos que acreditaram em mim. Um abraço especial ao Sergio Basica, um cara que me acolheu lá atrás, quando eu ainda era criança, e me ajudou bastante nesse caminho tão duro. Também agradeço demais à minha mãe, uma mulher guerreira e que sempre se esforçou muito para manter a família bem. Além de um muito obrigado à família Uram, que cuida da minha carreira. São muitas pessoas para agradecer e é impossível citar todas, mas cada uma tem uma importância muito grande na minha vida. E não posso deixar de agradecer a todos os clubes que confiaram no meu futebol. Cada time tem uma parcela muito importante em todo o meu processo de amadurecimento - afirmou.

Aloisio vem escrevendo seu nome na história do futebol chinês desde 2014, quando chegou ao país após se destacar pelo São Paulo e Figueirense. Sua disposição em campo, profissionalismo e o faro de gol já o haviam colocado no radar da comissão técnica da seleção chinesa há alguns anos, cujo principal objetivo é conseguir uma vaga na Copa do Mundo de 2022.

Segundo brasileiro há mais tempo na China, atrás apenas de Elkesson, o Boi Bandido já realizou 173 partidas oficiais no país, marcou 85 gols e deu 29 assistências, o que significa uma média de uma participação direta em tento a cada 1,5 jogo.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também