Tocha Olímpica de Tóquio 2020 percorrerá áreas castigadas por tsunami

EFE

Tóquio, 10 abr (EFE).- O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 revelou nesta terça-feira o percurso que será feito pela tocha para chegar à cerimônia de abertura, que inclui passagens por Fukushima e outras áreas mais castigadas pelo terromoto e tsunami de 2011.

Sob a lema "Hope Lights Our Way" ("A esperança ilumina o nosso caminho"), a tocha percorrerá durante 114 dias as 47 prefeituras do arquipélago nipônico, começando pela região de Tohoku, no nordeste do país e a mais devastada pela citada catástrofe natural.

A tocha passará um total de nove dias nesta região e atravessará a prefeitura de Fukushima, que também foi afetada pelo acidente nuclear desencadeado pelo terremoto e o tsunami e que ainda sofre as consequências do mesmo.

O Comitê Organizador quer deste modo sublinhar a mensagem de "esperança" para esta zona do país e contribuir para sua reconstrução e recuperação econômica, segundo explicou em um comunicado.

O percurso também passará durante 12 dias através de Chiba, Kanagawa, Saitama e Shizuoka, as quatro prefeituras nipônicas que, além da Área Metropolitana de Tóquio, acolherão eventos da reunião olímpica.

Depois disso, também atravessará durante 15 dias a região da capital em seu trecho final.

A chama olímpica de Tóquio 2020 simbolizará "o amanhecer de uma nova era" para o Japão e servirá para "estender a alegria e a paixão pelo movimento olímpico" ao longo do arquipélago nipônico, segundo o Comitê.

A organização de Tóquio 2020 prevê tornar público o percurso completo da tocha e suas datas exatas no próximo ano.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecerão entre 24 julho e 9 agosto de 2020, e os Paralímpicos entre 25 de agosto e 6 de setembro. EFE


Leia também