Boas atuações, milagre e sequência: Rafael ganha primeiro round contra Fábio e segue no gol do Cruzeiro

Pelo menos por enquanto, no primeiro round, Rafael levou a melhor e venceu a disputa com Fábio pela titularidade no gol do Cruzeiro. A grande dúvida celeste, que divide opiniões entre torcedores e jornalistas e é uma dor de cabeça boa para Mano Menezes, pelo menos por enquanto está resolvida.

Fábio é o jogador que mais vezes vestiu a camisa do Cruzeiro na história e um dos maiores ídolos do clube. A ausência de oportunidades na Seleção Brasileira nos últimos anos é incompreensível e ele salvou a Raposa em muitos jogos. Indiscutivelmente, é um grande goleiro. Não à toa, vinha sendo titular absoluto do clube mineiro há mais de uma década.

Seu reserva nos últimos anos era Rafael. Talentoso arqueiro, mas que sempre respeitou a grandeza do titular e aguardou sua oportunidade. Ela chegou em agosto do ano passado, quando Fábio se lesionou e o prognóstico apontava um retorno apenas em abril deste ano - o que se confirmou. O goleiro não desperdiçou a chance. Substituiu Fábio à altura e colocou a dúvida na cabeça de Mano Menezes. Muitos torcedores, apesar da idolatria pelo camisa 1, passaram a pedir que o número 12 fosse titular mesmo após o retorno do ídolo.

Fábio Cruzeiro Democrata-GV Campeonato Mineiro 09042017

(Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

Fábio se recuperou da lesão e voltou a atuar na vitória por 2 a 0 sobre o Democrata-GV, neste mês, pelo Estadual, quando Mano Menezes escalou um time alternativo. A dúvida, então, ganhou ainda mais força, mas o treinador já se decidiu.

Pelo menos no primeiro round da luta pela vaga de titular no gol do Cruzeiro, Rafael levou a melhor. Em ótima fase e com mais ritmo de jogo, o goleiro ganhou a disputa com Fábio. Mano Menezes confirmou o fato e justificou sua escolha não só com base na produção do arqueiro dentro de campo, mas também pelo ritmo de jogo ideal antes de vários confrontos decisivos na semifinal e eventual final do Campeonato Mineiro e partidas eliminatórias na Copa do Brasil e na Copa Sul-americana.

"Felizmente o Rafael é nosso. Quando tomei a decisão em função de mantê-lo nessa reta final, isso obedeceu exatamente esse grande momento que o Rafael vive. Nessa reta final de competição, o ritmo de jogo é muito diferente para outra situação. Vem sendo um goleiro regular e felizmente o Cruzeiro tem dois grandes goleiros. Tenho certeza que estamos bem servidos", comentou o treinador.

Rafael Sao Paulo Cruzeiro Copa do Brasil 13042017

(Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro)

E Mano Menezes viu que estava certo neste domingo (16), quando Rafael foi fundamental e fez grandes defesas, incluindo uma excepcional praticamente no último lance do clássico com o América-MG, pela semifinal do Estadual, ajudando o Cruzeiro a segurar o empate em 1 a 1 e garantir a vantagem da igualdade no jogo de volta. O goleiro também será titular nas próximas partidas, a começar pelo duelo com o São Paulo, às 19h30 (de Brasília), desta quarta-feira (19), no Mineirão, pelo embate de volta da Copa do Brasil. Se vencer, a Raposa avança às oitavas de final do torneio mata-mata.

Pelo menos por enquanto, Rafael venceu a disputa e será o titular no gol do Cruzeiro. Resta ver, porém, se Mano Menezes, após a reta decisiva atual, dará oportunidades para Fábio tomar a posição de seu ex-reserva.