Bizarro! River aguarda manifestação da Conmebol para poder ter um goleiro em campo diante do Santa Fe

·1 minuto de leitura

O River Plate vive, sim, uma situação dramática. O clube, simplesmente, não tem jogadores suficientes para colocar em campo diante do Santa Fe, nesta quarta-feira, pela Libertadores. Assim, está no aguardo de uma liberação especial da Conmebol.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nada menos que 20 jogadores do plantel foram acometidos pelo coronavírus e, com isso, o técnico Marcelo Gallardo quebra a cabeça para escalar um time. Todos os goleiros inscritos na competição testaram positivo. Diante disso, foi feito um pedido emergencial para a habilitação de Leonardo Diaz como arqueiro. Caso isso não seja possível, será necessário improvisar um homem de linha na posição.

Goleiro Armani é um dos jogadores do River com coronavírus | ALEJANDRO PAGNI/Getty Images
Goleiro Armani é um dos jogadores do River com coronavírus | ALEJANDRO PAGNI/Getty Images

E mais: se este segundo cenário foi irreversível, faltariam jogadores para completar o time titular - reservas, obviamente, não existem. Uma possível formação tem Leonardo Diaz (caso sela liberado); Tomás Lecanda, Jonathan Maidana, Héctor Martínez e Fabrizio Angileri; Jorge Carrascal, Felipe Peña, Biafore, Milton Casco (será o goleiro na ausência de Diaz) e José Paradela; Julián Alvarez e Agustín Fontana. Se novos casos surgirem, daí realmente não se saberá o que fazer. O River ocupa a segunda colocação do Grupo D com seis pontos. O Fluminense é líder com oito.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos