Biden não se declara vencedor, mas afirma: "Venceremos essa corrida"

Matheus Ribeiro
·1 minuto de leitura
Democratic presidential nominee Joe Biden delivers remarks at the Chase Center in Wilmington, Delaware, on November 6, 2020. - Three days after the US election in which there was a record turnout of 160 million voters, a winner had yet to be declared. (Photo by ANGELA WEISS / AFP) (Photo by ANGELA WEISS/AFP via Getty Images)
Joe Biden durante pronuciamento oficial em Wilmington, no estado de Delaware (ANGELA WEISS/AFP via Getty Images)

Após o quarto dia de contagens de votos por todo o país, o candidato democrata Joe Biden fez um pronunciamento na madrugada deste sábado (7). O ex-vice-presidente evitou se declarar vencedor, mas deixou claro que os números mostram que ele será o novo presidente dos Estados Unidos.

“Nós ainda não temos uma declaração final e nem uma vitória, mas os números nos mostram uma história clara e convincente: nós venceremos essa corrida”, afirmou Biden no início de seu discurso. ‘Por mais devagar que seja, pode ser excruciante, mas nunca esqueça que os votos não são só números, eles representam homens e mulheres que exerceram seu direito de votar.”

Leia também

Biden disse que ele e a candidata à vice-presidente Kamala Harris já se reuniram com especialistas da área da saúde e da economia para tratar de dois assuntos extremamente importantes: a pandemia do novo coronavírus e a crise econômica do país. Racismo sistêmico e mudança no clima também foram destacadas pelo candidato democrata durante o discurso.

Até o momento em que Biden discursou, a agência Associated Press marcava vantagem de Biden sobre Donald Trump por 264 delegados a 214, com cinco estados ainda por decidir. Três deles - Geórgia, Nevada e Pensilvânia - têm vantagens de Biden, enquanto Alaska e Carolina do Norte pendem para Trump.