Bia Zaneratto e Ary Borges encerram ano como maiores artilheiras da história do Palmeiras feminino

Bia Zaneratto e Ary Borges, do Palmeiras feminino (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)


O time feminino do Palmeiras encerrou o ano com duas novas artilheiras: a meio-campista Ary Borges e a atacante Bia Zaneratto. As duas alcançaram a marca de 37 gols com a camisa do Verdão e passaram a dividir o posto de maiores goleadoras da história da modalidade, ao lado da atacante Carla Nunes, que fez parte do elenco em 2019 e 2020.

As atletas foram decisivas e balançaram as redes na vitória por 2 a 1 contra o Santos pela final do Campeonato Paulista, que sagrou o bicampeonato das Palestrinas no dia 21 de dezembro, no Allianz Parque. Na conquista inédita da Libertadores deste ano, a dupla também marcou na decisão e compartilha a artilharia palmeirense no torneio sul-americano, ao lado da atacante Byanca Brasil, todas com três tentos cada.

> Veja a tabela do Campeonato Paulista 2023


> Veja as principais transferências do Mercado da Bola do L!

- É uma alegria muito grande marcar o meu nome na história do clube. Ninguém apaga a história. O foco principal é sempre marcar com títulos, mas é especial e gratificante atingir marcas individuais. Fico muito feliz e honrada - disse Ary, que se despediu do clube na última sexta-feira (23).

Pela Seleção Brasileira, as duas representaram o Alviverde em todas as convocações da técnica Pia Sundhage em 2022. O ano triunfante também contou com um título com a camisa verde e amarela: junto da meia Duda Santos, o trio conquistou a Copa América Feminina – fundamentais na campanha campeã, as atletas balançaram as redes no campeonato também.