Bia Haddad não resiste e é eliminada nas quartas em Praga

A campanha de Beatriz Haddad Maia (144ª) no WTA de Praga era animadora, mas chegou ao seu fim nesta quinta-feira. A brasileira acabou derrotada nas quartas de final diante da tcheca Kristyna Pliskova (58ª), por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 6/4 e 6/2, e assim despede-se da competição.

Bia havia chegado com a moral alta até as quartas de final, já que na fase anterior desbancou a australiana Samantha Stosur, atual número 19 do mundo, naquela que foi até então a maior vitória de sua carreira, a primeira sobre uma tenista que figura entre as 20 primeiras do ranking mundial. Nesta quinta, a paulistana até iniciou bem o duelo, mas pareceu sentir o ritmo nos períodos finais e acabou sucumbindo.

O primeiro set foi repleto de equilíbrio, e após uma quebra para cada lado e troca de games acirrada, apenas o tie-break definiu uma vencedora, com a brasileira ficando com a parcial e largando na frente no duelo.

Na sequência do confronto, no entanto, Pliskova se mostrou mais inteira fisicamente, e apresentou consistência maior que a de Bia, que não foi capaz de evitar duas quebras de saque conseguidas pela tcheca, que com regularidade empatou a partida e forçou o set de desempate.

A última parcial foi ainda mais complicada para a brasileira, que voltou a ter o serviço perdido em duas oportunidades e não conseguiu devolver o break nenhuma vez contra a oponente, que esteve firme para fechar o jogo com solidez e confirmar sua vaga na semifinal.

Para buscar uma vaga na grande decisão dentro de sua casa, Pliskova espera a definição da vencedora do confronto entre a croata Ana Konjuh (33ª) e a letã Jelena Ostapenko (50ª) para conhecer sua adversária na semifinal.