Berlusconi: "serei o eterno torcedor número 1 do Milan"

(Arquivo) Foto tirada em 21 de agosto de 2011 mostra Silvio Berlusconi em Milão

Silvio Berlusconi, que completou a venda do Milan nesta quinta-feira depois de 31 anos de presidência, fez um comunicado na página oficial do clube dizendo que vai "sempre ser o torcedor número 1".

"Deixo hoje, depois de mais de 30 anos, o título e o cargo de presidente do Milan. Faço com dor e emoção, mas consciente de que o futebol moderno precisa ser competitivo no mais alto nível europeu e mundial, com altos recursos. Investimentos altos que uma família apenas não consegue assumir", escreveu Berlusconi.

O ex-mandatário chegou ao clube em 1986. "É o time que meu pai me ensinou a amar quando eu era pequeno", revelou o italiano.

"Nunca vou esquecer as emoções que o Milan ofereceu a mim e a todos nós. Nunca esquecerei das pessoas que tive a sorte de presidir, neste clube que tanto venceu", acrescentou.

O empresário de 80 anos pediu apoio ao novo grupo de proprietários, um grupo de investidores chineses.

"Desejo sinceramente que obtenham os resultados mais extraordinários que os que nós conseguimos", escreveu Berlusconi.