Benzema e Hazard são suficientes para Real alcançar o Barcelona de Messi?

Goal.com

O Real Madrid conseguiu uma boa vitória contra o Valencia nesta quinta-feira, 18 de junho. Porém, mais do que os três pontos, o placar de 3 a 0 traduz o ótimo jogo que Eden Hazard e Karim Benzema fizeram no Estádio Alfredo Di Stéfano.

O belga já estava descansando quando Benzema marcou o terceiro gol da equipe - Vinícius Júnior havia entrado em seu lugar minutos antes. Mas o desempenho do camisa 7, que voltou após três meses de inatividade devido uma cirurgia na perna direita, impressionou o técnico Zinedine Zidane.

Hazard estar ou não em campo no terceiro gol pouco importava, pois seu trabalho já havia sido feito. Ele deu a assistência para o francês abrir o placar e durante todo seu período em campo mostrou todo o seu talento que o colocava como um dos melhores jogadores da Premier League antes de ir para Madri.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Hazard realmente jogou muito bem", analisou Zidane após o jogo. "Estava bem fisicamente e atuou por 80 minutos. As vezes, pode parecer que ele está cansado, mas então ele domina a bola e arranca com ela".

Mas é preciso falar do terceiro gol do Real Madrid. Embora Marco Asensio tenha voltado após mais de um ano parado e precisado de apenas 30 segundos em campo para marcar um gol (o segundo do Real), o último tento madrilenho parecia uma coreografia ensaiada.

Foi um contra-ataque perfeito que se iniciou com uma roubada de bola perfeita de Casemiro na entrada da grande área defendida pelo Real Madrid. Na sequência do lance, o camisa 9 recebe um cruzamento e domina já tirando o marcador da jogada com um chapéu. De voleio, ele estufou as redes de Jasper Cillessen.

Com este gol, Benzema deixa seu nome ainda mais marcado no Real Madrid. Ele entrou no top 5 de maiores artilheiros da história do clube.

A corrida pelo título continua viva. Apenas dois pontos separam o Real Madrid do líder Barcelona e após um recomeço de LaLiga um tanto quanto devagar contra o Eibar, o time parece ter engrenado. Faltam apenas nove jogos para o fim do campeonato e qualquer tropeço nesta reta final pode ser fatal, seja para o merengue ou para os catalães.

Leia também