Benfica adia pagamento por Pedrinho e complica caixa do Corinthians

Yahoo Esportes
Pedrinho só deve embarcar para Portugal no dia 30 (Bruno Ulivieri/Agif)
Pedrinho só deve embarcar para Portugal no dia 30 (Bruno Ulivieri/Agif)

A diretoria do Corinthians ganhou mais um enorme problema para resolver: a grana da venda de Pedrinho, esperada há mais de duas semanas, não cairá tão cedo. Tudo porque o Benfica adiou o pagamento dos 20 milhões de euros ou algo na casa dos R$ 118 milhões.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O Timão alega que havia combinado com os portugueses a transferência da primeira parcela para o início de junho. Com isso, o presidente Andrés Sanchez solicitaria em um banco em Luxemburgo a antecipação de todos os recebíveis - o Benfica vai pagar por Pedrinho ao longo de quatro anos. Óbvio que, pela solicitação imediata de toda a grana, o banco aplicará um descontão no dinheiro alvinegro.

Leia também:

Mas o problema nem é esse. A questão é que o Benfica condicionou o pagamento à presença de Pedrinho em Portugal. E, talvez com dificuldades financeiras, em virtude do Coronavírus, o maior campeão português não parece estar com muita pressa em relação ao embarque do meia.

A primeira justificativa dada para o adiamento da apresentação foi a pandemia mundial. Depois, o fato de o Benfica estar em um momento decisivo do Campeonato Português e teme-se pela perda de foco com a chegada de um novo reforço.

A última informação dos corintianos é de que Pedrinho estará autorizado a embarcar somente daqui a uma semana, no dia 30 de junho. Desta maneira, o Timão terá de se virar por mais longos sete dias sem aproximadamente R$ 100 milhões que vão salvar o fluxo de caixa no Parque São Jorge.

As maiores emergências: Quitar os dois meses de salário com o elenco é a prioridade no Corinthians hoje, mas dificilmente isso ocorrerá antes da entrada do dinheiro por Pedrinho. É que o Timão deve aproximadamente R$ 20 milhões a seu elenco - pouco mais de R$ 12 milhões de abril e R$ 9,5 milhões de junho, já considerando a redução de 25% na folha por causa da pandemia.

O mês de maio foi pago - equivaleu a 50% da folha, por causa das férias. Os outros 50% serão pagos no fim do ano.

Além de amarrar a quitação dos atrasados com os atletas, o impasse com o Benfica complica uma questão complexa e que pode render punição na Fifa: o Corinthians tem até julho para pagar o Montevideo Wanderers pela compra de Bruno Mendez. Se não o fizer, será punido com a proibição de inscrever novos jogadores.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também