Os benefícios inesperados de 2020 para a saúde

Y! Vida e Estilo Internacional
·4 minuto de leitura
Masked african-american woman on a city street. Teenage girl patient, copy space. Epidemic, pandemic, corona virus protection, healthy lifestyle, people concept
Masked african-american woman on a city street. Teenage girl patient, copy space. Epidemic, pandemic, corona virus protection, healthy lifestyle, people concept

A pandemia de coronavírus foi um momento muito difícil para milhões de pessoas no mundo todo, mas 2020 pode ter trazido alguns benefícios inesperados.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

O surto de contágios sem precedentes terminou em 200 mil mortes no Brasil , e muitos sobreviventes estão enfrentando complicações persistentes conhecidas como "Covid de longo prazo".

As restrições que mantiveram as pessoas presas em casa também tiveram um impacto grave na saúde mental, e especialistas avisam que a confusão emocional pode continuar por algum tempo.

Leia também

No entanto, mesmo com tanto sofrimento e tristeza, há alguns pontos positivos para destacar quando refletimos sobre o ano que passou. Por exemplo, algumas pessoas se beneficiaram com a desaceleração do ritmo de vida, aproveitando para recuperar o sono e retomar o contato com os entes queridos, ainda que virtualmente.

"O ritmo de vida mais lento foi uma maravilha"

"Na minha clínica, conversamos semanalmente sobre os aspectos positivos desse ano sem precedentes", disse ao Yahoo UK a Dra. Meg Arrol, psicóloga especializada em bem-estar.

"Muitas pessoas dizem que, com os lockdowns, puderam passar mais tempo com a família, fazer as refeições diárias juntos e conversar, além de caminhar e fazer mais exercícios do que antes. Várias delas investiram em animais de estimação para ter conforto e companhia", explicou ela.

"Essas atividades aumentam a sensação de conexão, o que beneficia não apenas a saúde e o bem-estar, mas também a longevidade", completou.

As buscas no Google por "comprar um cachorrinho" aumentaram 120% no mês seguinte ao anúncio do lockdown, de acordo com dados da agência de publicidade Propellernet, divulgados pelo jornal The Guardian.

O aumento da demanda levou a instituição The Dogs Trust a mudar temporariamente de slogan para "um cachorro é para a vida toda, não só para o lockdown".

Quando são adotados por pessoas responsáveis, os animais de estimação trazem benefícios comprovados para a saúde mental.

Em setembro, cientistas das universidades de York e Lincoln explicaram que os pets "amortecem o estresse psicológico" gerado pelo lockdown.

"Os animais podem ser terapêuticos, pois reduzem o cortisol, que é o hormônio associado ao estresse, e ajudam a estruturar os dias, que perderam um pouco a forma durante o lockdown", afirmou a Dra. Arroll.

Com o fechamento dos bares e as viagens fora de cogitação para muitos, 2020 forçou milhares de pessoas a desacelerar e aproveitar os pequenos prazeres da vida.

"Muitos dos meus pacientes contaram que a desaceleração foi uma maravilha porque antes viviam em um ritmo frenético", disse a Dra. Arroll. "Outra tendência de 2020 foi a valorização dos pequenos prazeres da vida, como uma gentileza, um sorriso ou passar tempo na natureza", completou ela.

Liz Ritchie, psicoterapeuta no Hospital St. Andrew, concorda. Segundo ela, "com o lockdown, muitas pessoas tiveram a rara oportunidade de mudar de ritmo de vida e desacelerar.Normalmente, estamos tão ocupados que esquecemos os prazeres mais simples e óbvios", concluiu.

"A volta ao essencial"

Muitas equipes de escritórios passaram a trabalhar em casa e puderam aproveitar os benefícios de acordar mais tarde, sem se preocupar com o transporte público.

Com isso, o tempo que antes era perdido no caminho de ida e volta para o trabalho passou a ser usado para preparar refeições mais saudáveis.

Segundo a Dra. Arroll, "voltar ao essencial, incluindo comer e dormir bem, foi um tema recorrente, já que esses aspectos da vida continuam sob nosso controle, mesmo com o mundo todo de cabeça para baixo".

Durante o lockdown, praticar exercícios ao ar livre era uma das poucas atividades para as quais era permitido sair de casa. Por isso, muita gente também passou a aproveitar esse contato com a natureza.

Para Ritchie, “as pessoas estão encontrando satisfação em passar tempo sozinhas na natureza e colocando o foco nos exercícios e no bem-estar".

"Agora podemos sentir alegria, o estado natural profundo da nossa psique, que costuma ser ofuscado por medo, culpa, raiva, preocupações, frustrações e pela vida em si".

"Na era da COVID, são essas experiências que nos dão uma perspectiva renovada e mais saudável, além de energia e força para enfrentar possíveis dificuldades futuras", completa ela.

Apesar de não ter sido possível socializar pessoalmente em 2020, muitas pessoas dizem que se sentiram mais próximas do que nunca dos entes queridos, graças à ajuda mútua ao longo desse ano desafiador.

"Muitas pessoas se reconectaram com os amigos e a família, falaram mais abertamente sobre sentimentos e aprofundaram essas relações, ainda que virtualmente", afirmou a Dra. Arroll.

"Claro que isso não anula o fato de que dezenas de famílias enfrentaram perdas e tragédias, mas se esse ano teve alguma uma lição positiva foi que, algumas vezes, é bom lembrar que as coisas simples da vida são as mais importantes", concluiu.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube