Belusso faz balanço e projeta 'melhor ano da carreira' em 2021

LANCE!
·1 minuto de leitura


Se depender da projeção e perspectiva do ex-jogador do América-MG, Coritiba, Vitória e outras equipes, Belusso pode aguardar em breve boas notícias para sua carreira. O atacante esbanja confiança e recorda momentos que foram fundamentais para que o paranaense tenha sucesso neste ano. Em 2012, teve um boa passagem pelo Juventude, com 12 gols em 18 jogos, retornou a equipe gaúcha ano passado, mas uma lesão impossibilitou de ter uma sequência e ajudar o time na Série B. Apesar das dificuldades, Belusso garante estar zerado e faz sua análise para 2021.

- Estou muito confiante e motivado em fazer o melhor ano da minha carreira. Durante as férias estou fazendo trabalhos físicos e de prevenção para iniciar a temporada da melhor forma possível. Estou numa idade boa, onde o atleta consegue atingir o ápice de todos os segmentos: parte física, técnica, amadurecimento, enfim. Acredito que vou conseguir desempenhar boas partidas para meu próximo clube - disse.

Para servir de inspiração, o atacante conta com duas boas recordações que teve na carreira. A primeira no futebol asiático e a outra aqui no Brasil.

- Em 2015 fui contratado pelo Gangwon e tive uma passagem bem positiva pelo clube. A média foi praticamente um gol para cada dois jogos. Gostei do país também, foi fácil adaptação. Tanto que no ano seguinte permaneci na Coréia. Mas outro momento que lembro com carinho, foi meu ano de 2017 pelo Brusque e Londrina. Consegui fazer 23 gols no ano e cheguei a ficar entre os principais artilheiros do país na época - ponderou.

Em 2015, Belusso teve uma excelente média de 0,48 gols por partida. Em 31 jogos, o centroavante balançou as redes em 15 oportunidades. Porém, dois ano depois ele conseguiu aumentar essa média para 0,63.