Belotti faz dois, e Roma perde em casa para o Torino pelo Italiano

Belotti, camisa 9 do Torino, fez os gols da vitória sobre a Roma, no Olímpico (Foto: AFP)
Belotti, camisa 9 do Torino, fez os gols da vitória sobre a Roma, no Olímpico (Foto: AFP)


Em seus domínios, a Roma foi superada pelo Torino neste domingo, por 2 a 0, em grande exibição de Andrea Belotti. O centroavante abriu o placar, provocou um pênalti e converteu para fazer o segundo no Estádio Olímpico, em duelo válido pela 18ª rodada do Campeonato Italiano. Com a derrota, o time da capital italiana, em quarto, com 35 pontos, fica a quatro da terceira colocada Lazio, que tem um jogo a menos e venceu o Brescia também neste domingo - em jogo marcado por novo episódio de racismo contra Balotelli.

O Torino, por sua vez, chega a 24 pontos e dorme na nona posição. Inter de Milão e Juventus, respectivamente, lideram a Série A italiana, com 42 pontos. Ambos vão a campo nesta segunda-feira pela 18ª rodada.

Os papéis foram bem definidos no primeiro tempo. A Roma ficava mais com a bola enquanto o Torino explorava os contra-ataques. Kolarov, em cobrança de falta, exigiu boa defesa de Sirigu. A equipe visitante, que já havia ameaçado em cabeçada de Lukic, abriu o placar com Belotti. O centroavante da seleção italiana recebeu na área, e mesmo com pouco espaço, soltou a bomba de esquerda para afundar as redes de Pau López.

No início do segundo tempo, o duelo se repetiu. Da entrada da área, Belotti pegou mascado, a bola ia entrando por cobertura, mas López se esticou todo e desviou para fora. Depois, a disputa ficou entre Pellegrini e Sirigu. Por duas vezes, jovem meio-campista da Roma bateu rasteiro e parou na experiência do goleiro granata.

Isolado no ataque nos minutos finais, Belotti ainda conseguiu boa jogada individual e rolou na entrada da área para Beringuer, que bateu para longe. O camisa 9 do Torino continuou fazendo tudo sozinho. Perto da marca dos 40, o atacante invadiu a área, bateu para o gol e Smalling bloqueou com o braço. O goleador bateu cruzado, com violência, e definiu o placar no Olímpico.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também