Belo Horizonte deixa de exigir uso de máscaras e testes de Covid-19 para acessar os estádios da cidade

Os torcedores terão acesso livre aos estádios sem a necessidade do uso de máscaras ou apresentar testes negativos de Covid-19-(Foto: Diogo Finelli)


O torcedor de Belo Horizonte não está mais obrigado a usar máscaras em ambientes fechados, nem apresentar testes negativos de Covid-19 para acessar os jogos no Mineirão, Independência e outras arenas. A Prefeitura da capital mineira anunciou as novas regras nesta quarta-feira, 27 de abril.


A regra já passa a valer a partir desta quinta-feira (28). antes dos próximos jogos dos clubes mineiros na Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil.

Em coletiva, o executivo municipal comunicou a desobrigação do uso de máscaras em ambientes fechados (exceto em transporte coletivo, transportes escolares e locais de assistência à saúde, como hospitais). O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD) falou sobre a nova medida de relaxamento.

- Isso não quer dizer que a Covid acabou. Os protocolos precisam ser respeitados, a gente deve continuar lavando a mão com sabão, passando álcool, procurando evitar aglomerações, dando a distância necessária, porque ainda temos a pandemia batendo na nossa porta - disse.


Foram 17 meses de proibição sem a presença da torcida, que voltou a ser permitida nos estádios de Belo Horizonte em agosto de 2021, seguindo as regras sanitárias para prevenir o contágio pelo vírus da Covid-19.

Com o avanço da vacinação e redução nos índices da pandemia, a prefeitura foi flexibilizando as regras sanitárias e liberaando a carga máxima dos estádios.

- Toda epidemiologia é analisada pelo nível técnico. Não é uma decisão política: é técnica e epidemiológica. A própria equipe não está esperando aumento de contaminação, mas isso terá que ser observado - disse a secretária municipal da Saúde, Cláudia Navarro.

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), Minas Gerais registrou 1.175 casos de Covid-19 e quatro mortes pela doença nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, foram 3.353.911 de infecções e 61.231 óbitos. Em Belo Horizonte, 7.747 pessoas morreram por conta do vírus.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos