Derrotado em casa, Bayern quer impedir que Real repita seu feito de 42 anos

EFE

Madri/Berlim, 30 abr (EFE).- Último a conquistar três títulos seguidos da Liga dos Campeões, de 1974 a 1976, o Bayern de Munique enfrentará o Real Madrid nesta terça-feira no estádio Santiago Bernabéu e precisará de uma vitória para se manter na luta por seu sexto título e, além disso, tirar as chances do time espanhol de repetir seu feito de 42 anos atrás.

Até hoje, apenas três equipes conquistaram o título continental em três anos seguidos, todos nos tempos em que o torneio ainda era conhecido como Copa da Europa: o próprio Real, que foi penta de 1956 a 1960; o Ajax, de 1971 a 1973; e o Bayern. O Benfica também esteve em três decisões consecutivas, de 1961 a 1963, mas perdeu a última delas para o Milan.

A missão da equipe bávara não é das mais fáceis. O Real arrancou uma vitória por 2 a 1 na Allianz Arena na última quarta e poderá até perder por 1 a 0 para se classificar e estar no Estádio Olímpico de Kiev no dia 26 de maio.

Entretanto, há pelo menos dois precedentes que dão esperança ao recém-consagrado hexacampeão alemão e deixam o sinal de alerta ligado nos 'Blancos'. Um deles é o confronto de quartas de final do time espanhol, que derrotou a Juventus por 3 a 0 na Itália na ida, mas chegou a estar perdendo pelo mesmo placar no Bernabéu e só avançou graças a um gol de pênalti de Cristiano Ronaldo nos instantes finais.

O outro é as quartas do ano passado, justamente entre Bayern e Real. Cristiano e companhia fizeram 2 a 1 em Munique, mas perderam pelo mesmo placar na segunda partida e tiveram de buscar a classificação na prorrogação.

"A chave para nós é pensar em vencer a partida, nada além disso. É entrar em campo vencer. É nosso objetivo, sem especular com o resultado, sem pensar, nem recuar, nem fazer coisas estranhas. Temos que entrar e buscar um gol rapidamente", declarou o técnico do Real, Zinedine Zidane.

'Zizou' tem dois problemas para escalar a equipe, o lateral-direito Carvajal e o meia Isco, que se machucaram na ida. O primeiro dará lugar a Nacho, que está sem ritmo de jogo por ser se recuperado de lesão recentemente, enquanto na linha de frente Vázquez deverá ser o escolhido. Bale e Asensio são alternativas.

O Bayern chega a Madri em busca da primeira vitória no Bernabéu desde a temporada 2000/2001, já que para o confronto do ano passado a prorrogação também conta. Há 17 anos, também nas semifinais, o representante da Alemanha contou com um gol de Elber para fazer 1 a 0 em Madri e depois confirmou a classificação com um 2 a 1 em Munique.

O treinador Jupp Heynckes já não contava com o goleiro Neuer, o meia Vidal e o atacante Coman, que estão no departamento médico há mais tempo, perdeu o zagueiro Boateng e o atacante Robben, que sofreram lesão muscular.

Na lateral esquerda, Alaba, que não atuou na ida, tem chances de voltar. O austríaco vem sendo substituído pelo improvisado Rafinha, que falhou no segundo gol do Real na semana passada.


Prováveis escalações:.

Real Madrid: Navas; Nacho, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos e Modric; Vázquez, Cristiano Ronaldo e Benzema. Técnico: Zinedine Zidane.

Bayern de Munique: Ulreich; Kimmich, Süle, Hummels e Alaba (ou Rafinha); Javi Martínez, Thiago Alcantara e James Rodríguez; Müller, Ribéry e Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes.

Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia), auxiliado pelos compatriotas Bahattin Duran e Tarik Ongun.

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri. EFE


Leia também