Bellucci sofre, mas bate equatoriano e põe Brasil em vantagem na Davis

Em busca de uma nova oportunidade para buscar uma vaga no Grupo Mundial da Copa Davis, o Brasil iniciou sua jornada nesta sexta-feira, contra o Equador, na cidade de Ambato. Enfrentando Emilio Gomez, Thomaz Bellucci não teve vida fácil, mas venceu o rival por 3 sets a 2, parciais de 6/2, 6/4, 6/7 (7-1), 4/6 e 6/4, em três horas e 27 minutos de confronto.

Essa é a segunda vez que os dois tenistas se encontram na carreira. O primeiro duelo entre os dois, no ano passado, também pela Copa Davis, foi marcado pela vitória do brasileiro por 3 sets a 1, resultado que garantiu ao Brasil enfrentar a Bélgica por uma vaga no Grupo Mundial.

Após perder os quatro confrontos para os belgas, que sequer se deram o trabalho de entrar em quadra para o quinto jogo, o Brasil acabou ficando de fora da elite do tênis mundial e teve de voltar ao zonal americano para tentar novamente um lugar entre os melhores do mundo.

O jogo – No primeiro set, Bellucci começou sufocando Gomez, que não conseguiu confirmar seus dois primeiros serviços. Com 4 a 0 a seu favor, o brasileiro tinha a parcial na mão e teve de apenas sacar para fechar em 6/2 e abrir vantagem na disputa.

Tentando correr atrás do prejuízo, Emilio Gomez jogou melhor no segundo set e dificultou mais a vida de Bellucci. Depois do passeio na primeira parcial, o brasileiro teve de ter mais paciência para abrir 2 sets a 0 no jogo. Apenas no quinto game ele conseguiu a quebra para fechar em 6/4 de maneira precisa.

No terceiro set, Gomez parecia ter se encontrado e seguiu fazendo jogo duro contra Bellucci. O brasileiro até começou a parcial quebrando o serviço do equatoriano, mas relaxou e permitiu que o tenista da casa devolvesse a quebra. A chuva interrompeu o confronto por um período, e a pausa fez bem ao tenista da casa. A parcial foi definida no tie-break e, apoiado pela força da torcida, Emilio atropelou e limitou o brasileiro a apenas um ponto.

A vitória na quarta parcial animou o equatoriano, que cresceu na partida e começou a dificultar a vida do brasileiro, que sentiu o baque e caiu de rendimento. Com um break no quinto game, Gomez abriu a vantagem necessária para vencer o set e forçar o quinto.

Na última e decisiva parcial, Bellucci venceu o saque do rival, mas o equatoriano tratou de devolver a quadra na sequência. Após ver o brasileiro confirmar os serviços seguintes, Gomez teve que sacar em 4/5, e precisava se garantir no saque para seguir vivo no duelo. Porém, Thomaz foi mais eficiente e aplicou o break, assegurando a vitória.

Ainda nesta sexta-feira, Thiago Monteiro tenta deixar o Brasil em situação ainda mais confortável na Copa Davis, e mede forças contra o equatoriano Roberto Quiroz.