Belfort recebe suspensão de 45 dias, e sonho do UFC Rio fica mais distante

A Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) divulgou as suspensões médicas aplicadas aos atletas que se apresentaram no UFC Fight Night Fortaleza, no último dia 11 de março. Vitor Belfort, Garreth McLellan, Gian Villante, Beneil Dariush e Tim Means foram os lutadores que receberam os maiores ganchos.

Belfort, que foi nocauteado por Kelvin Gastelum no primeiro round da luta principal do evento, recebeu uma suspensão médica de 45 dias sem lutar e 30 dias sem contato físico, o que atrapalha os planos do carioca para o futuro. Após a derrota, Vitor anunciou que fará uma luta de despedida do esporte, e que gostaria que ela acontecesse no dia 3 de junho, no Rio de Janeiro, pelo UFC 212. Com a suspensão, o brasileiro teria pouquíssimo tempo de preparação para um possível combate no show.

A maior suspensão foi dada a Tim Means, que foi finalizado por Alex Cowboy no segundo round. O americano pegou um gancho de 180 dias afastado das luta. Ele pode ser liberado antes se tiver uma liberação médica por conta da suspeita de uma fratura no pé direito.

As suspensões médicas: tempo sem lutar / tempo sem contato físico (dias)
Kelvin Gastelum: 14/7
Bethe Correia: 30/21
Edson Barboza: 14/7
Shogun Rua: 14/7
Vitor Belfort: 45/30
Garreth McLellan: 45/30
Rony Jason: 14/7
Michel Prazeres: 14/7
Rani Yahia: 30/21
Sergio Moraes: 14/7
Francisco Trinaldo: 30/21
Alex Oliveira: 14/7
Jussier Formiga: 30/21
Paulo Borrachinha: 14/7
Jeremy Kennedy: 14/7
Joshua Burkman: 14/7
Joe Soto: 30/21
Davi Ramos: 14/7
Kevin Lee: 14/7
Tim Means: 180/180 solicitado raio-x do pé direito. Se normal: 30/21
Marion Renau: 30/21
Ray Borg: 14/7
Beneil Dariush: 60/45
Gian Villante: 45/30






























E MAIS:

Leia também