Belfort ignora carinho de brasileiros com Gastelum: 'Não preciso disso'

Luis Fernando Coutinho

Astro principal do UFC Fight Night que acontece neste sábado, em Fortaleza, Vitor Belfort diz não se preocupar com o carinho que seu rival, Kelvin Gastelum, está recebendo do público cearense. Focado em luta que pode significar sua recuperação, ele se mostra confiante e espera que o adversário tento o colocar para o solo, evitando seu jogo de trocação.

- Com certeza (Gastelum vai evitar a trocação). Tenho certeza de que ele vai querer levar a luta para o chão (...) Espero um bom combate, estamos felizes, tivemos uma preparação ótima, só tenho a agradecer - projetou o fenômeno, durante conversa com a imprensa antes do show.



Questionado sobre a relação amigável entre o público brasileiro e Kelvin Gastelum, Belfort disse não se preocupar com um possível apoio ao lutador americano no evento de Fortaleza.

- O brasileiro gosta de festa, de graça... O brasileiro tem de se mostrar brasileiro. O MMA não tem aquela coisa de torcida, ele está tentando atrair a torcida para o lado dele. Eu não preciso disso. Não preciso pedir apelo. O Brasil tem que mostrar fidelidade sem as pessoas pedirem. Mas se a torcida quiser ficar do lado dele, ela vai ficar - comentou.

De cabelo raspado, diferente de suas últimas lutas, onde sempre apresentou um corte de cabelo especial, Vitor declarou que o novo corte representa "uma nova fase".

- É uma nova fase, um grande problema da humanidade é querer fazer algo igual depois de 20 anos. Tenho que fazer um novo Vitor agora. Me reinventar, escrever uma história nova. Estou muito confiante - declarou.






E MAIS: