Belfort é nocauteado e frustra festa brasileira no UFC Fortaleza

Belfort é nocauteado, encaminha aposentadoria e frustra festa brasileira no UFC Fortaleza

A cidade de Fortaleza recebeu de forma calorosa o maior torneio de MMA do mundo na noite deste sábado (11) com uma grande festa no Centro de Formação Olímpica (CFO), mas o que se desenhava uma noite de muitas alegrias para os atletas brasileiros do card acabou com um gostinho amargo com a derrota de Vitor Belfort para o americano Kelvin Gastelum no duelo mais aguardado da noite.

Após Edson Barboza aplicar um nocaute sensacional em Beneil Dariush e Maurício ‘Shogun’ também nocautear Gian Villante, o desfecho do duelo de Belfort foi diferente. A derrota do carioca foi a terceira seguida e o deixa muito distante dos melhores da divisão dos médios (84 kg). Vitor chegou até a falar em tom de despedida após o revés.

“Kelvin é um lutador excelente. Me acertou um golpe que não esperava. Tenho mais uma luta no contrato e quero lutar no Rio de Janeiro. Já entreguei muito aqui dentro. Quero pelo menos fazer mais essa luta”, disse o brasileiro.

Do outro lado, Gastelum era só alegria e conquistou a torcida mais uma vez ao pedir para que os presentes cantassem parabéns ao seu pai, já que ele não conseguiu comparecer ao aniversário por estar se preparando para o duelo.

“Treinei três meses. Não pude ir ao aniversário do meu pai para treinar para o Vitor Belfort. Agora vocês podem dar o parabéns para meus pais? Parabéns para você, nesta data querida…”, disse o carismático americano em bom português ainda no octógono e sendo seguido pela torcida local. Gastelum ainda aproveitou para desafiar Anderson Silva para um duelo em junho, no Rio de Janeiro.

A luta

Contando com apoio massivo da torcida, que gritou em incentivo desde a entrada do carioca na arena, Belfort começou esperando um pouco mais as ações de seu oponente. Sem se intimidar, Gastelum foi para cima do brasileiro e os atletas passaram a trocar golpes. Depois de um bom chute alto de Vitor, o americano acertou uma sequência de golpes que levaram o carioca ao chão.

Ainda no primeiro assalto, o ‘Fenômeno’ conseguiu se recuperar dessa primeira investida do americano e voltou a ficar em pé, mas pouco depois entrou de novo a mão direita e Belfort desabou, obrigando o árbitro ‘Big’ John McCarthy a encerrar o duelo e deixando a plateia em silêncio.

CARD PRINCIPAL

Kelvin Gastelum venceu Vitor Belfort por nocaute no primeiro round;
Maurício ‘Shogun’ venceu Gian Villante por nocaute no terceiro round;
Edson Barboza venceu Beneil Dariush por nocaute no segundo round;
Ray Borg venceu Jussier ‘Formiga’ por decisão unânime dos juízes laterais;
A luta entre Bethe Correia e Marion Reneau terminou empatada;
Alex ‘Caubói’ venceu Tim Means por finalização (mata-leão) no segundo round.

CARD PRELIMINAR

Kevin Lee venceu Francisco ‘Massaranduba’ por finalização (mata-leão) no segundo round;
Serginho Moraes venceu Davi Ramos por decisão unânime dos juízes laterais;
Joe Soto venceu Rani Yahya por decisão unânime dos juízes laterais;
Michel ‘Trator’ venceu Josh Burkman por finalização (estrangulamento) no primeiro round;
Jeremy Kennedy venceu Rony ‘Jason’ por decisão unânime dos juízes laterais;
Paulo ‘Borrachinha’ venceu Garreth McLellan por nocaute no primeiro round.