Bayern vence Inter com golaço de camaronês e garante 100% na Champions

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Bayern de Munique se despediu da fase de grupos da Liga dos Campeões com 100% de aproveitamento. Em uma lotada Allianz Arena, o time bávaro venceu a Inter de Milão por 2 a 0, com direito a golaço do camaronês Choupo-Moting, em jogo entre os dois classificados do Grupo C.

Ambas as equipes foram a campo classificadas para as oitavas e com as posições na chave definidas. A Inter de Milão buscava uma "vingança" após derrota em casa e viu Lautaro Martínez perder uma chance clara no primeiro tempo. O Bayern repetiu o roteiro do primeiro encontro e venceu novamente por 2 a 0, dessa vez com gols de Pavard e Choupo-Moting.

Com o triunfo em casa, o Bayern encerra a fase de grupos da Champions na liderança isolada do Grupo C, com 18 pontos somados e seis vitórias. A Inter estacionou nos 10 pontos, garantindo a vice-liderança da chave.

Chegado o fim da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Bayern de Munique volta suas atenções para o Campeonato Alemão. Os bávaros enfrentam o Hertha Berlin neste sábado (5), às 11h30 (de Brasília).

Já a Inter de Milão se prepara para o clássico contra a Juventus, fora de casa, neste domingo (6), às 16h45 (de Brasília), pela 13 rodada do Campeonato Italiano.

Apesar de já terem seus destinos definidos na Liga dos Campeões, Bayern de Munique e Inter de Milão colocaram os goleiros para trabalhar. Aos 5 minutos do primeiro tempo, Onana defendeu em dois tempos a cobrança de falta do capitão Kimmich.

No minuto seguinte, Asllani cobrou escanteio, Lautaro Martínez tocou para trás e Barella soltou uma bomba para a defesa de Ulreich no canto esquerdo

A Inter de Milão ficou na bronca com a arbitragem por conta de um pênalti não marcado aos 7 minutos da etapa inicial. Após novo escanteio para os italianos, Barella arriscou de fora da área e a bola desviou nos braços de Mané, dentro da área.

O árbitro deixou o jogo seguir, mas foi chamado pelo VAR. Ele porém, avaliou o toque como uma proteção à bolada no rosto e não apontou a penalidade do atacante, gerando muita reclamação por parte da Inter.

Se os primeiros minutos contaram com bastante intensidade, o decorrer da primeira foi mais morno, com as equipes trocando passes, especialmente na intermediária, e esbarrando em defesas bem postadas.

Com dificuldades para criar com a bola nos pés, Bayern e Inter apostaram em lançamentos e contra-ataques para tentar surpreender o adversário. E a principal oportunidade foi italiana.

Aos 26 minutos, Gosens foi lançado por Gagliardini pela esquerda, invadiu a área e cruzou rasteiro para Lautaro Martínez, que não conseguiu empurrar a bola para o fundo da rede.

O Bayern parou na consistente defesa italiana enquanto tentou criar a partir da troca de passes, mas encontrou o caminho do gol na bola parada. Aos 31 minutos da primeira etapa, Kimmich cobrou escanteio pela direita e Pavard subiu livre no centro da área para cabecear para o fundo da rede e abrir o marcador para os bávaros.

E o gol inspirou o Bayern de Munique, que empurrou a Inter e empilhou chances de ampliar o marcador diante de sua torcida. A precisa defesa italiana, somada a boas intervenções do goleiro Onana, impediam um placar mais elástico.

A Inter de Milão empatou a partida logo aos dois minutos do segundo tempo, mas de forma irregular. Em cobrança de falta de Asllani, o zagueiro Acerbi cabeceou para o fundo da rede. A arbitragem, porém, imediatamente assinalou a posição de impedimento do jogador.

Apesar do susto no início da segunda etapa, o Bayern de Munique controlou partida. Com espaço tanto para trocar passes desde o seu campo quanto para partir em velocidade, o time bávaro incomodou, e muito, o sistema defensivo da Inter, que se segurou para manter a diferença mínima no placar.

Choupo-Moting marcou um golaço para o Bayern de Munique aos 17 minutos do segundo tempo, mas o lance foi anulado. Davies ficou com o rebote após cruzamento de Mazraoui e finalizou de fora da área. A bola, porém, parou no camisa 13 bávaro, que armou a bicicleta e balançou as redes. O jogador, porém, estava em posição de impedimento.

Dez minutos após ter seu gol anulado, Choupo-Moting mostrou que não deixaria a Allianz Arena sem uma pintura. Davies encontrou o camisa 13 livre na entrada da área e passou a bola. O camaronês mandou no ângulo de Onana para ampliar o placar para os bávaros.

Apesar do marcador, a Inter seguiu em busca de seu gol de honra e teve a melhor oportunidade já nos acréscimos. Asllani levantou da intermediária, Dzeko chutou de primeira na segunda trave e Ulreich espalmou.