Bayern põe um time e meio na Copa e lidera lista; City e Barça vêm a seguir

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Bayern de Munique é o clube que mais cedeu jogadores aos países participantes da Copa do Mundo do Qatar.

O gigante alemão, atual decacampeão da Bundesliga, terá 17 atletas –ou um time e meio de futebol– que lhe pertencem atuando no Mundial, espalhados por oito seleções.

A maioria deles defenderá a Alemanha: o goleiro Neuer e os jogadores de linha Kimmich, Goretzka, Musiala, Sané, Gnabry e Thomas Müller.

Outros quatro jogadores são da seleção francesa (Pavard, Upamecano, Lucas Hernández e Coman, um é dos Camarões (Choupo-Moting), um é do Canadá (Davies), um é da Croácia (Stanisic), um é de Marrocos (Mazraoui), um é da Holanda (De Ligt) e um é do Senegal (Mané).

Despois do Bayern, os clubes que mais terão atletas nas equipes que disputarão a Copa a partir de domingo (20), segundo revista Kicker, são o inglês Manchester City, atual bicampeão da Premier League, e o espanhol Barcelona, que lidera o Campeonato Espanhol, ambos com 16.

Se no Bayern não há nenhum brasileiro, tanto City (o goleiro Ederson) como Barça (o atacante Raphinha) liberaram um cada um para a seleção de Tite.

O primeiro é reserva de Alisson, e o segundo tem boa chance de começar como titular no ataque, ao lado de Neymar e de Richarlison, o jogo de estreia, na quinta-feira (24), contra a Sérvia.

As outras agremiações que mais forneceram atletas para uma ou mais das 32 seleções que tentarão erguer a Taça Fifa no dia 18 de dezembro (data da final) são:

o Al-Sadd, do Qatar: 15 (sendo 13 para o país anfitrião);

o inglês Manchester United: 14 (entre eles Casemiro, Fred e Antony);

o espanhol Real Madrid: 13 (incluindo Vini Jr., Militão e Rodrygo);

o Al-Hilal, da Arábia Saudita: 12 (todos para a seleção saudita).

Dos clubes do Brasil, foram chamados para a Copa do Mundo sete jogadores.

Na seleção brasileira estão Everton Ribeiro e Pedro (ambos do Flamengo) e Weverton (Palmeiras). O Uruguai conta com De Arrascaeta e Varela (ambos do Flamengo) e Canobbio (Athletico-PR), e o Equador, com Arboleda (São Paulo).