Bauza deve deixar Argentina, e Sampaoli quer assumir cargo

A situação da seleção argentina não é boa nas Eliminatórias Sul-americanas, e com isso a situação do técnico Edgardo Bauza não é das mais confortáveis. A derrota para a Bolívia, por 2 a 0, na última terça-feira, colocou em xeque a permanência do ex-são-paulino no comando da equipe.

Leia mais:

Técnico campeão do mundo com a Argentina detona Sampaoli

E, de acordo com o jornal Olé, a saída do treinador deve acontecer nos próximos dias, com seu substituto já definido, ainda que o convite formal ainda não tenha acontecido. Trata-se de Jorge Sampaoli, atualmente no Sevilla. A publicação garante que o treinador quer assumir o cargo, e sua saída do clube espanhol não será impeditivo.

Em 2016, quando Gerardo Martino deixou a Argentina, o ex-técnico do Chile já tinha interesse em se tornar o comandante dos hermanos, mas havia acabado de fechar com o Sevilla. Sendo assim, Bauza, à época no São Paulo, acabou escolhido.

Agora, após um ano trabalhando na Espanha, sua saída é mais provável. A multa rescisória com o clube da Andaluzia diminui de 7 para 1,5 milhão de euros (cerca de R$5 milhões). Além disso, Sampaoli não crê que o Sevilla vá investir mais do que fez em anos anteriores, e isso o incomoda.

Assim, com o sonho de treinar a Argentina, somado à má fase de Bauza no selecionado, a Federação do país deve se movimentar para fechar com Jorge, na tentativa de eliminar qualquer risco de ficar fora da Copa de 2018, na Rússia.

Com 22 pontos, o time de Lionel Messi ocupa o quinto lugar nas Eliminatórias e, neste momento, precisariam de uma repescagem, contra um rival da Oceania, para avançarem ao Mundial. Restando quatro rodadas para o fim da competição, a Argentina encara Uruguai e Equador, fora de casa, além de Venezuela e Peru, em seus domínios.