Bauza critica Sampaoli e revela que recebia salário maior no São Paulo

O técnico Edgardo Bauza, mostrou incômodo com a forma como terminou sua passagem pela seleção argentina. O ex-são-paulino, inclusive, fez críticas a Jorge Sampaoli, tratado como favorito para assumir o cargo.

Em entrevista ao jornal La Capital, o Patón falou em “falta de ética” do atual treinador do Sevilla. “Em entrevista recente, ele disse que não conversou com a AFA e eu sei que eles se falam há meses. Não me parece ético, mas a ética não funciona no futebol”, reclamou o bicampeão da Libertadores, por LDU, em 2008, e San Lorenzo, em 2014.

Bauza também comentou como foi sua relação com a Federação do país, principalmente no fim de sua passagem. “Tudo está ligado à política. Eu sabia que já estava fora da seleção desde antes da demissão. Se não tivesse vencido o Chile, eles me demitiam ali”, declarou, relembrando o jogo vencido pelos hermanos diante do atuais campeões continentais, por 1 a 0.

Desde o momento em que assumiu a seleção, o ex-técnico do São Paulo revelou o desejo de treinar em uma Copa do Mundo. Por isso, o treinador não esconde a frustração. “Participar de um Mundial era o que faltava em minha carreira. Saí do São Paulo e não foi por dinheiro, até porque ganhava mais lá”, finalizou.

Bauza assumiu a Argentina em agosto, após a saída de Gerardo Martino. Em oito partidas pelas Eliminatórias, ele venceu três, com dois empates e outras três derrotas. Os hermanos ocupam o quinto lugar, na zona de repescagem para a próxima Copa.