Bauza convoca atacante do River e zagueiro que levou mordida de Sheik

A Argentina se viu forçada a fazer mudanças em sua convocação após a partida contra o Chile, pelas Eliminatórias Sul-americanas. Na vitória por 1 a 0, alguns atletas acabaram levando cartões que lhes renderam suspensão do próximo jogo, diante da Bolívia, fora de casa, na próxima terça-feira.

O volante Javier Mascherano e o atacante Gonzalo Higuaín levaram o segundo amarelo, e não defenderão o país na rodada 14 da competição. Para os lugares dos atletas, o técnico Edgardo Bauza convocou dois nomes que atuam no próprio futebol argentino.

O atacante Lucas Alario, do River Plate, e o volante Iván Marcone, do Lanús, foram chamados. O primeiro ganha nova oportunidade com o ex-treinador do São Paulo, enquanto o segundo foi lembrado pela primeira vez na carreira.

Além dos dois, Bauza também chamou Matías Caruzzo, zagueiro do San Lorenzo. O jogador havia sido chamado na época em que Diego Maradona era o treinador da Argentina. O atleta é lembrado pela mordida que levou de Emerson Sheik, na final da Libertadores de 2012, entre Corinthians e Boca Juniors.

A Argentina bateu o Chile por 1 a 0, na última quinta-feira, e respirou nas Eliminatórias. A equipe soma 22 pontos, no terceiro lugar da competição. Se vencerem a Bolívia, os hermanos, que iniciaram a rodada na sexta posição, podem até assumir a vice-liderança, atrás apenas do Brasil.