Bautista acaba com sonho do 'sobrevivente' Murray no Aberto da Austrália

O espanhol Roberto Bautista Agut, número 25 do mundo, eliminou o veterano escocês Andy Murray, grande protagonista do Aberto da Austrália, na terceira rodada neste sábado, após duas vitórias dramáticas em cinco sets.

Tendo jogado no torneio a metade do tempo que o seu adversário, com dez horas e meia nas pernas, o tenista espanhol impôs a sua melhor condição física para bater o ex-número um do mundo por 6-1, 6-7 (7/9), 6-3 e 6-4.

Depois de uma maratona de jogo da segunda fase, que terminou às 04h05, Murray lutou para entrar no jogo contra Bautista, que marcou 14 pontos contra apenas 1 logo no início da partida.

Com duas quebras de serviço, o espanhol de 34 anos venceu o primeiro set em apenas 28 minutos e voltou a se impor com uma rápida quebra no segundo set.

No entanto, Murray começou a reagir e despertar o público, claramente a seu favor, com uma nova batalha de cinco sets.

Com feridas ainda visíveis no braço e na perna desde a primeira fase, o escocês voltou a mostrar que é um sobrevivente e devolveu a quebra salvando dois set points no tie-break para vencer o set.

Mas a gasolina do tricampeão do Grand Slam acabou e, apesar de obstinado, acabou cedendo o saque no momento decisivo do terceiro set, dando chance a Bautista de sacar com 5 a 3 a favor.

O espanhol não errou e, fazendo Murray correr de um lado para o outro da quadra, conseguiu fechar o set.

A história se repetiu no set final, em que Bautista conseguiu uma quebra no penúltimo game e pôs fim à façanha do escocês em Melbourne.

"É sempre muito duro jogar contra Andy em um Grand Slam. Conhece o juego, conhece muito bem como jogar uma partida de Grand Slam, mas estou muito feliz de como administrei a pressão e os nervos", disse o espanhol, um pouco incomodado com o público.

"Hoje houve muito amor por Andy. Espero que na próxima fase haja um pouco mais para mim", acrescentou.

Bautista enfrentará o americano Tommy Paul na segunda-feira valendo uma vaga nas quartas de final, resultado que igualaria seu melhor resultado na Austrália, em 2019.

Naquela ocasião, o espanhol também venceu Andy Murray (com inúmeros problemas físicos) na primeira rodada.

dbh/psr/aam