Bate-bola L!: Carter valoriza 'subestimado' Rivaldo e diz que astro inglês 'não foi isso tudo'

Matheus Costa* e Rodrigo Portella*
LANCE!


Adepto da zoeira no futebol e admirador de Cristiano Ronaldo, atacante da Juventus (ITA), o criador da página "Esse dia foi louco" foi o convidado desta quarta-feira do "De casa com o L!" e abriu o jogo. Carter falou política e literatura, palpitou em polêmica, valorizou a provocação entre as torcidas e comentou sobre futebol.

O advogado decidiu fazer postagens sobre esporte em 2016, quando começou o perfil, e viralizou. Com mais de 154 mil seguidores no Twitter, ele costumava a postar fotos de ídolos e de jogadores não tão conhecidos e deixava a legenda com os internautas. Aos poucos, a brincadeira foi ficando séria.

Apaixonado por futebol, Carter não esconde sua preferência pelo "gajo". Na disputa entre Cristiano Ronaldo e Messi, o argentino do Barcelona recebe elogios, mas o português é o predileto. O influenciador separou cinco craques que viu jogar.

- No auge, colocaria pelo menos cinco opções: Ronaldinho, Zidane, Ronaldo, Messi e Cristiano Ronaldo. São cinco nomes que é difícil escolher um só. Mas pelo conjunto da obra, vou de Ronaldinho Gaúcho, porque tinha um talento muito acima da média. Não teve uma carreira tão vitoriosa e regular como Messi e Cristiano, teve um ápice muito curto

Um dos maiores influenciadores digitais do Brasil no mundo do futebol não é um ex-atleta, não é um jornalista ou algo relacionado ao ambiente. Carter Batista, acabou virando um fenômeno nas redes sociais.

Leia como foi o bate-bola com o influenciador:
L!: Qual jogador foi o mais superestimados?

Carter: David Beckham. Foi um grande jogador, mas não foi isso tudo que falam.

L!: E os Jogador subestimado?

Carter: São vários exemplos, mas gosto de pensar no Rivaldo. Apesar da carreira vitoriosa que teve, ele foi preterido por Ronaldo e Ronaldinho, e as pessoas subestimaram o Rivaldo.

L!: Qual o melhor time que já viu?


Carter: O Barcelona do Guardiola foi sensacional. São Paulo do Telê Santana. O Cruzeiro do Alex e Luxemburgo. O Vasco dos anos 2000 era um timaço. O Palmeiras de 1996 com Djalminha e Rivaldo. E o Flamengo do Jorge Jesus. Entre todos esses times todos, que acompanhei mais de perto, foi esse Flamengo do Jesus, que em termos de futebol apresentado e resultado, ganhou o Brasileiro e a Libertadores no mesmo ano.

L!: Qual o seu legado como influenciador?

Carter: Não tenho pretensão. A coisa mais relevante que eu faça talvez seja pegar algumas histórias que estão em livros muitas vezes inacessíveis e despertar o interesse nas pessoas de ler aquela história. É uma contribuição mais social. Vivemos numa sociedade plural e temos uma necessidade de aceitação aos grupos étnicos. Talvez seja essa a minha missão. Mas não encaro como uma necessidade de deixar um legado.

SOBRE O 'DE CASA COM O LANCE!'

O "De casa com o LANCE!" é um programa apresentado exclusivamente através do Instagram do site. No formato home office, nossa equipe irá receber convidados exclusivos de diferentes esferas, como atletas, profissionais e influenciadores digitais, além da participação dos leitores com perguntas ao vivo. Para não ficar de fora, acompanhe o nosso Instagram (@diariolance) e o Twitter (@lancenet).

*sob supervisão de Tadeu Rocha


























Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também