Bartomeu será julgado por caso Neymar

Emissora informou que o presidente Bartomeu, inclusive, teria viajado aos EUA para pré-temporada convicto de uma transação

A Audiência Nacional confirmou que Josep María Bartomeu, presidente do Barcelona, deverá continuar com seu processo e, portanto, ser julgado por um possível delito de corrupção.

O organismo tornou público o fato de que rejeitou o recurso apresentado pelo mandatário azul-grená, que estaria envolvido em delitos na transferência de Neymar do Santos para o Barcelona.

Segundo o órgão, os acordos feitos em 2011 alteraram o "livre mercado de transferências de futebolistas, ao impedir que o jogador entrasse no mercado conforme as regras de livre competência".

O texto também recorda que naquele ano, Bartomeu teria "responsabilidades diretivas no âmbito esportivo", com seu cargo de vice-presidente, estando no mesmo nível que o presidente Sandro Rosell.