Barcelona nega acordo com clube do Qatar pela contratação de Xavi

·1 min de leitura


O Barcelona nega qualquer acordo com o Al-Sadd pelo pagamento da multa rescisória de cinco milhões de euros (R$ 32 milhões) pela contratação do técnico Xavi, segundo o jornalista Damià López e o "Mundo Deportivo". Com isso, a negociação está suspensa momentaneamente.

Na manhã desta sexta-feira, o clube do Qatar anunciou em suas redes sociais que havia chegado em um acordo com a equipe da Catalunha pelo pagamento da cláusula para a liberação do comandante, mas também acordos de cooperação no futuro.

> Veja a tabela da La Liga

Nesta semana, o Barcelona já havia se assustado com o valor da cláusula de rescisão de Xavi, que tem contrato com o Al-Sadd até 2023. Na última quinta-feira, o técnico teve um encontro com dirigentes do alto escalão da equipe árabe, apresentou a proposta blaugrana, mas os qataris não pretendem fazer um acordo de cavalheiros.

Joan Laporta, contrariando Mohammed Al-Thani, proprietário do Al-Sadd, optou por nao viajar para Doha e negociar a chegada de Xavi. O presidente culé enviou dois representantes que não foram ouvidos pela alta cúpula do atual campeão da Q-League.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos