Barcelona esfria interesse por Neymar após paralisação

Goal.com

Desde que chegou ao PSG, em 2017, Neymar é constantemente especulado para retornar ao Barcelona. Para a próxima janela de transferências, o brasileiro foi colocado como um dos principais alvos do clube catalão, ao lado de Lautaro Martínez. Porém, a pandemia da Covid-19 pode estragar os planos culés.

A crise causada pelo novo coronavírus está afetando todos os clubes de futebol, que seguem sem receitas de bilheteria, sem o pagamento de direitos de TV e com problemas para manter seus patrocinadores. E a situação está afetando até mesmo os times mais ricos do mundo, como o Barcelona.

No início da temporada, o clube catalão apresentou um orçamento de mais de um bilhão de euros, o que certamente será drasticamente reduzido com as perdas de receitas, mesmo com a possível retomada de La Liga com partidas sem a presença de torcedores.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A redução salarial aplicada aos jogadores do elenco também não será suficiente para equilibrar as contas. A diretoria culé já trabalha para chegar a novos acordos com atletas de diversas áreas do clube a respeito de novos cortes salariais a longo prazo, com objetivo de reduzir a folha anual em 25%.

Nesse sentido, a saída de jogadores como Arturo Vidal, Ivan Rakitic e Philippe Coutinho, com altos vencimentos, se torna ainda mais importante. Com isso, o retorno do brasileiro, que é alvo do Chelsea e do Newcastle, passa a ser ainda mais improvável. Mas reduzir a folha salarial não é a única questão.

Com a queda de receitas, a contratação de Neymar acaba se tornando mais difícil. O valor especulado pelo craque do PSG gire em torno de 150 milhões de euros, mesma quantia paga pelo time culé na compra de Philippe Coutinho, a contratação mais cara da história do clube. 

Mas mesmo que o valor de Neymar esteja bem abaixo dos 222 milhões de euros pagos pelos franceses antes da crise, o cenário mundial dificulta cada vez mais o retorno do brasileiro à Catalunha.

Leia também