Barcelona denunciará dono do Málaga à Comissão Antiviolência

Abdullah Al-Thani sugeriu que não irá ajudar o clube catalão na última rodada contra o Real Madrid

Na luta pelo título da La Liga após a goleada aplicada sobre o Osasuna por 7 a 1 na última quarta-feira (26), o Barcelona divulgou uma nota oficial na manhã desta quinta (27) em que promete denunciar o dono do Málaga, Abdullah Al-Thani, à Comissão Antiviolência do Conselho Superior do Esporte, por conta de uma mensagem no Twitter, que sugeriu que na partida contra o Real Madrid, não ajudará o clube catalão.

"A escória de Catalunha não vai sentir o cheiro do campeonato depois de fabricar mentiras sobre o treinador Michel", escreveu em referência a declaração do treinador, que afirmou que era "madrilista do que Valdano" ao ser questionado sobre a possibilidade de ajudar no título do Barcelona, como aconteceu quando Valdano treinava o Tenerife.

Barcelona e Real Madrid seguem empatados, agora com 78 pontos, após a goleada dos Merengues por 6 a 2 sobre o La Coruña, fora de casa. A equipe da capital ainda tem um jogo a menos. 

Veja a nota do Barcelona:

"FC Barcelona manifesta a sua rejeição e indignação com o conteúdo de um tweet publicado pelo presidente do Málaga CF, Abdullah Al-Thani, com manifestações que violam os princípios do fair play, a ética e legalidade que devem reger uma competição esportiva", diz a nota.

"Por esta razão, o Clube irá relatar este caso à Comissão Antiviolência do Conselho Superior do Esporte, e levar a questão ao Comitê de Competição da Real Federação Espanhola de Futebol e do Departamento de Integridade da liga", completa.

VEJA TAMBÉM: