Barcelona em busca de outro milagre, agora diante da Juventus

O Barcelona recebe nesta quarta-feira a Juventus, na partida de volta das quartas de final da Liga dos Campeões, buscando um segundo milagre na competição que permita reverter a derrota por 3 a 0 sofrida na ida, em Turim.

Os catalães esperam repetir o feito das oitavas de final da competição, nas quais foram derrotados por 4 a 0 pelo Paris Saint-Germain na partida de ida, na capital francesa, mas conseguiram dar o troco na Catalunha, onde venceram por 6 a 1 e ficaram com a vaga nas quartas.

"Acho que podemos conseguir", opinou no domingo o zagueiro Gerard Piqué.

O Barça encara a Juve sem margem para erro, a apenas alguns dias do clássico contra o Real Madrid, no domingo, que poderá definir o campeão da Liga Espanhola. A equipe catalã tem três pontos a menos que o Real e outra classificação heroica na Champions poderá dar moral para encarar o arquirrival no fim de semana.

- "Diminuir a confiança do adversário" -

O técnico Luis Enrique voltará a apostar em seu estelar trio de ataque, formado pelo uruguaio Luis Suárez, o brasileiro Neymar e o argentino Lionel Messi.

O atacante argentino está a apenas dois gols da marca de 500 gols com o Barça em jogos oficiais, mas foi anulado pela zaga da Juventus no jogo de ida.

Sem nada a perder, os catalães provavelmente entrarão em campo decididos a pressionar intensamente a saída de bola italiana e torcer para que o trio 'MSN' consiga brilhar, o que não aconteceu em Turim.

"Precisamos ser mais eficientes, é preciso criar chances de gol para diminuir a confiança do adversário. Isso já vimos que é possível fazer no Camp Nou", declarou nesta terça-feira Luis Enrique, em coletiva de imprensa.

"Temos apenas uma opção, que é atacar, atacar e, quando relaxarmos, atacar novamente", completou.

O técnico terá de volta para este jogo os volantes Javier Mascherano, que sofria de dores na panturrilha, e Sergio Busquets, que cumpriu um jogo de suspensão.

"Recuperar Busquets sempre é uma boa notícia, é um dos jogadores que mais participa, mais inteligentes a nível tático e uma peça fundamental para nosso jogo", explicou Luis Enrique.

Do lado italiano, a principal dúvida do técnico Massimiliano Allegri era a presença da estrela argentina Paulo Dybala, que torceu o tornozelo no sábado, pelo Campeonato Italiano, mas parece estar recuperado e pronto para encarar o Barcelona.

- "Longe do gol" -

"Hoje treinei com o elenco, o mais provável é que esteja 100% na quarta-feira", declarou nesta segunda-feira o argentino à emissora TyC Sports.

Sem dúvidas em relação a Dybala, Allegri poderá contar com todos seus principais jogadores para tentar defender a vantagem construída na ida. O próprio técnico alertava após o primeiro jogo que sua equipe havia realizado "apenas a metade do trabalho".

O zagueiro Giorgio Chiellini também preferiu optar pela cautela: "Temos que mantê-los o mais longe possível do gol".

A equipe de Turim chegará ao Camp Nou confiante na solidez de seu lendário goleiro Gianluigi Buffon e na força do contra-ataque da equipe, que terá espaços para atacar diante de um desesperado Barcelona.

Uma classificação da Juve não deixará de ser uma revanche, após a derrota na final da Champions de 2015 para o Barcelona (3-1).

- Prováveis escalações:

Barcelona: Ter Stegen; Mascherano, Piqué, Umtiti - Busquets, Rakitic, Iniesta, Messi - Sergi Roberto, Suárez, Neymar. Técnico: Luis Enrique Martínez

Juventus: Buffon - Alves, Bonucci, Chiellini, Álex Sandro - Khedira, Pjanic, Cuadrado, Dybala, Mandzukic - Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri

Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)