Barcelona assume parte de culpa por tantas lesões de Dembélé, diz jornal

Goal.com

Falar que Ousmane Dembélé está no departamento médico do Barcelona chega a ser redundante. Fora do restante da temporada por conta de nova lesão, o francês já está descartado para a Eurocopa deste ano e jogou apenas 492 minutos pelo Barça, somando todas as competições desde agosto do ano passado.


Além das frequentes lesões, o jovem também é muito criticado por seu estilo de vida, que segundo os críticos, não condiz com a vida de um jogador profissional, o que acaba comprometendo a parte física do atacante e contribui muito para suas recorrentes contusões.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Porém, Anthony Abdeaud, cozinheiro do francês, em entrevista ao L’Equipe, disse que o jovem jogador está melhorando seus hábitos alimentares e também revelou que o jogador nunca cuidou tanto de seu corpo como agora.

“Ousmane é forte no futebol e achou que isso seria suficiente. Mas hoje ele está crescendo e entende o que é importante. Hoje ele come peixe, frango. É difícil ver todo esse trabalho e ver seu azar com as lesões, porque ele nunca cuidou tanto de si como agora. É um garoto muito caseiro, muito calmo, não há festas na casa dele”, revelou o cozinheiro.

Ousmane Dembele
Ousmane Dembele
Foto: Getty Images

O diário francês também revelou que os próprios líderes do Barcelona assumiram alguma responsabilidade nas lesões do atacante, admitindo que os treinos não o prepararem devidamente para a pesada sequência de jogos do clube.

A clínica Aspetar, de Doha, analisou os dados de GPS do jogador e o resultado é surpreendente. De acordo com o estudo, Dembélé realiza 90% de suas corridas de velocidade em jogos, enquanto não atinge nem 20% disso nos treinos. Essa diferença de ritmo poderia explicar boa parte das lesões que acontecem com o francês.

Além disso, segundo as informações, Frenkie de Jong, teria contratado um personal trainer para fazer um trabalho físico complementar, por sua conta. Ousmane Dembélé provavelmente teve uma grande responsabilidade em suas inúmeras lesões, mas seu estilo de vida não é suficiente para justificar tantos problemas.

 

Leia também