Barcelona anuncia retorno de Daniel Alves

·3 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O lateral direito Daniel Alves, 38, está de volta ao Barcelona. O clube espanhol anunciou o retorno do brasileiro nesta sexta-feira (12).

Considerado o maior de sua posição na história do clube catalão, o atleta baiano atuou pela equipe de 2008 a 2016 e conquistou 23 títulos.

Daniel Alves terá a oportunidade, agora, de ser comandado por um ex-colega de equipe, o técnico Xavi. O ala estava sem clube desde quando rescindiu contrato com o São Paulo, em setembro deste ano.

Em comunicado, o Barcelona diz que Alves começará a treinar na semana que vem e só poderá atuar a partir de janeiro –após a abertura da janela de transferência.

O contrato tem validade até o final da atual temporada, em junho de 2022. O clube ainda dará mais detalhes sobre a apresentação oficial do brasileiro no Camp Nou.

Dono de mais de 40 títulos na carreira, Daniel ajudou o São Paulo a faturar o Campeonato Paulista neste ano e conduziu a seleção brasileira à conquista da medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Sua passagem no clube tricolor, pelo qual torceu na infância, porém, não teve um desfecho infeliz.

O lateral direito chegou ao clube do Morumbi em agosto de 2019, com contrato válido até o final de 2022. Fez 95 partidas e marcou 10 gols. O jogador foi criticado por perder jogos pelo time ao aceitar o convite da seleção brasileira para disputar as Olimpíadas de Tóquio. Antes, foi cobrado por torcedores por aparecer em uma roda de samba utilizando um braço machucado –motivo pelo qual desfalcou o São Paulo– para tocar um instrumento.

No Japão, Daniel Alves reclamou de como estava sendo tratado pelo São Paulo, que admitiu ter uma dívida de mais de R$ 10 milhões com o atleta.

Daniel Alves estava ansioso para recuperar seu espaço no futebol. Capitão na conquista da Copa América de 2019, ele tem o desejo de defender a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2022. Depois de deixar o São Paulo, recebeu algumas ofertas de clubes como o Fluminense. Sem um acerto, ficou sem jogar e saiu do radar de Tite, técnico da seleção.

Revelado no Bahia, Daniel Alves saiu cedo do país para o futebol europeu. Contratado pelo Sevilla (ESP), consolidou-se na Espanha e chamou a atenção do Barcelona (ESP), que o contratou em 2008 para a primeira temporada de Pep Guardiola à frente do time catalão.

Com a camisa do time espanhol, Daniel Alves completou 391 partidas oficiais e balançou as redes 23 vezes. Lá, foi comandado também por Tito Vilanova, Tata Martino e Luis Enrique.

Depois do Barça, o jogador atuou por uma temporada na Juventus (ITA), o suficiente para deixar Turim com as conquistas do Campeonato Italiano e da Copa da Itália.

Na sequência, o jogador foi para o Paris Saint-Germain. Pelo clube, ganhou vaga para jogar a Copa do Mundo de 2018, mas sofreu com uma lesão no joelho direito e foi cortado.

O brasileiro foi eleito oito vezes para o time do ano da Fifa, cinco delas de forma consecutiva (2011 a 2015), além de 2009, 2017 e 2018.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos