Barcelona ameaça ir à justica sobre alegações a respeito da contratação de Paulinho

Time catalão reagiu com raiva à sugestão de que pode haver outro motivo por trás da decisão de fazer a contratação

O Barcelona ameaçar ir à justiça sobre denúncias da mídia de que uma empreta do presidente do clube, Josep Maria Bartormeu, se beneficiará dos gigantes da La Liga na contratação envolvendo o meia brasileiro Paulinho, do Guangzhou Evergrande.

Um acordo no valor de 40 milhões de euros pelo jogador de 29 anos que se juntará ao elenco de Ernesto Valverde foi confirmado na segunda-feira. 

O ex-jogador do Tottenham completará os exames médicos e irá assinar por quatro anos com o clube do Camp Nou na quinta-feira e, antes antes da apresentação, o Barça divulgou uma declaração para negar fortemente uma impropriedade em torno da transferência.

A declaração divulgada pelo Barcelona dizia: "Esta manhã, o FC Barcelona pediu uma retratação dos autores do artigo, bem como a mídia que publicou a história, na qual o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, é acusado de ter contratado Paulinho como parte de um acordo que favoreceu os interesses de sua empresa". 

"Dada a falsa natureza desta notícia e o fato de que isso implica que uma atividade ilegal ocorrer, se uma retratação não for realizada, tanto o clube quanto o presidente, como indivíduo, tomarão as medidas legais". 

"Essa medidas incluirão um pedido específico de danos incorridos com relação à imagem do clube".

A declaração acrescentou: "O FC Barcelona não tolerará informações falsas a serem publicadas, que possam prejudicar o clube ou aqueles que fazem parte do referido clube e exige responsabilidade profissional daqueles que fizeram uso da história sem corroborar as informações publicadas".