Presidente do Racing afirma que Centurión está tratando problema com álcool

EFE

Buenos Aires, 20 mar (EFE).- O presidente do Racing, Víctor Blanco, admitiu nesta terça-feira que o atacante argentino Ricardo Centurión, ex-São Paulo, que tentou subornar um policial após desrespeitar dois sinais vermelhos e se recusar a fazer teste do bafômetro, está se submetendo a tratamento contra o alcoolismo.

"Centurión tem problema com o álcool, e é preciso ajudá-lo. Ele vai todas as semanas a um psicólogo, e vamos incluir outro profissional", disse o dirigente, em entrevista à rádio argentina "Lafe".

Ontem, o jogador foi perseguido após furar dois sinais vermelhos, se negou a soprar o bafômetro, por isso teve o carro rebocado. No vídeo, Centurión pergunta ao agente por que foi parado e reconhece a infração, em seguida, propondo "corrigir" a situação, o que foi rejeitado pelo oficial, que supostamente foi quem gravou as imagens.

"Não foi nada certo o que Centurión fez, mas houve agressividade contra ele. Não foi tão grave assim. Espalharam os vídeos, e a imprensa exagerou", afirmou Blanco.

À emissora de televisão "TyC Sports", o presidente do Racing garantiu que ficará ao lado do ex-São Paulo, informando também que não haverá qualquer punição pelo caso.

"Falei com ele, que me disse estar arrependido. Precisa deixar que o ajudem. Ele precisa tratar a dependência", disse Blanco. EFE


Leia também