Barbieri detalha primeiros treinos do Vasco e revela primeiros objetivos

Maurício Barbieri é o técnico do Vasco (Daniel Ramalho/Vasco.com.br)


Faz quase um mês que o técnico Maurício Barbieri foi apresentado oficialmente e iniciou os trabalhos no Vasco. Diante de tal cenário, o treinador deu um panorama do começo deste novo processo. Ao todo seis reforços foram anunciados e, em breve, serão sete com Luca Orellano. O comandante pontuou que o elenco foi desmontado no final da última temporada.

+ Mercado da Bola: confira quem está fechado, quem chega e sai do Vasco

- Tem sido um início de trabalho com algumas chegadas e saídas. Então estamos nesse processo de reformulação e construção do elenco. Em paralelo a isso, tentando construir uma ideia e forma de jogar com aqueles que permaneceram da temporada passada. Na medida que os jogadores novos vão chegando, vamos inserindo eles no processo. É um desafio bacana, mas não deixa de ser um desafio importante - afirmou Barbieri em entrevista à VascoTV. E completou:

- Toda vez que chega um elemento novo a gente precisa tentar inserir, dar alguns passos atrás e tentar fazer com que todo mundo se aproxime e esteja no mesmo estágio. Isso ainda vai levar algumas semanas na medida que os jogadores novos forem chegando.

Além disso, o comandante comentou a ansiedade os vascaínos. O principal objetivo da diretoria do Vasco é montar uma equipe competitiva. Mas isso requer tempo. A ideia é ter de 80 a 90% do grupo para a estreia do Campeonato Brasileiro. Segundo Maurício Barbieri serão necessários alguns meses para chegar perto do ideal.

- Não podemos perder a cabeça, temos que entender que é um processo. São alguns primeiros meses para construirmos uma base sólido e ter uma equipe mais pronta para os desafios perto de abril - pontuou o técnico.

Barbieri ainda contou como tem sido a rotina de treinamentos do Cruz-Maltino. Ser detalhista é uma característica do técnico. Para ele, esse aspecto é fundamental na construção de um modo de jogar.

- É uma forma de interagir e atuar. É uma característica minha e tenho dificuldade de não ser assim. Isso encaixa bem nesse momento em que estamos construindo uma forma de jogar. Preciso com que os jogadores passem a se conhecer e se entenderem dentro de campo, dentro de normas de atuação que ajudem todo mundo a ser forte coletivamente. Costumo parar bastante, tentar corrigir, passar orientação.

Sob o comando do Vasco, Barbieri fez dois jogos-treino. No primeiro goleou o Porto Real, do Rio de Janeiro, por 6 a 0 e no segundo perdeu para o Bangu por 2 a 1.