Barça de Messi e Bayern de Lewandowski duelam por vaga nas semis da Champions

Lluís Gené
·4 minuto de leitura

O Barcelona, comandado por Lionel Messi, que não esconde o desejo de vencer a Liga dos Campeões, enfrenta o poderoso Bayern de Munique nesta sexta-feira pelas quartas de final do torneio continental, sem direito a errar. 

A equipe catalã vai tentar chegar um pouco mais perto da 'Orelhuda' após eliminar o Napoli nas oitavas no sábado, mas sem afastar completamente as dúvidas sobre o seu jogo. 

O capitão argentino foi mais uma vez a força motriz de uma equipe que precisa do título da Champions para não fechar a temporada em branco depois de perder a Liga espanhola para o Real Madrid e de ser eliminado na Copa do Rei pelo Athletic Bilbao.

Messi estará disponível para a partida após a pancada no tornozelo que sofreu na partida contra o Napoli e que causou temor de uma lesão grave, depois de passar vários minutos deitado no chão. 

No final, foi apenas uma concussão e o capitão do Barça poderá voltar a liderar o ataque da sua equipe, provavelmente escoltado por Antoine Griezmann e Luis Suárez.

- Parar Messi em equipe -

Messi também é a principal preocupação do Bayern, que só vê uma maneira de detê-lo. "Isso só funciona coletivamente, porque ele é um jogador incomum", disse o meio-campista Leon Goretzka. 

"Não vamos jogar contra Lionel Messi, mas contra o FC Barcelona. Obviamente, pensamos em como jogar contra ele, trata-se de resistir a ele como equipe. Devemos jogar com inteligência e tentar colocá-lo sob pressão", disse o técnico do Bayern, Hansi Flick, nesta quinta-feira.

Depois de ter perdido o jogo anterior devido a uma suspensão, o Barça deve recuperar Sergio Busquets no meio-campo, uma segurança a mais para ajudar a conter o Bayern,  que assusta no ataque. 

Em um duelo de partida única no estádio da Luz, em Lisboa, sem a presença do público, o Barça não poderá cometer erros, mas o Bayern também não pode se descuidar, apesar da força demonstrada nesta temporada. 

"O Barcelona não venceu o campeonato espanhol e mostrou alguns problemas, mas tudo pode acontecer num único jogo", alertou o atacante Thomas Müller à revista 'Kicker'.

Diferente do Barcelona que vê na taça uma forma de salvar uma temporada desastrosa, o Bayern venceu a Bundesliga com autoridade com 13 pontos de vantagem sobre o Borussia Dortmund, além da Copa da Alemanha e agora sonha com a tríplice coroa. 

E na busca por essa trinca, todos as atenções se voltam para o goleador da equipe alemã, o polonês Robert Lewandowski, atual artilheiro da Liga dos Campeões com 13 gols e que almeja ser a principal arma de seu time contra o Barcelona.

- Perto do recorde de Cristiano -

O polonês está a apenas quatro gols de igualar o recorde de gols de Cristiano Ronaldo em uma única edição da competição continental.

O gigante da Baviera chegou ao inédito 'Final 8' da Liga dos Campeões em Lisboa depois de vencer o Chelsea com um placar agregado de 7 a 1 nas oitavas de final, e durante a fase de grupos conquistou seis vitórias, com destaque para a goleadas de 7 a 2 e 3 a 1 sobre o Tottenham. 

Seus números o tornam um dos grandes favoritos para que conquiste sua sexta Liga dos Campeões e o time tem certeza do que quer fazer. 

"Não sei se podemos cortar a sua vontade de jogar, mas temos de impor o nosso jogo", disse Goretzka. Um jogo muito ofensivo que o leva a ser uma das equipes mais marcantes da Europa com cem gols no campeonato e que chega ao jogo com a moral nas alturas.

Diante do Bayern, haverá um Barcelona que sente a pressão de buscar um título que conquistou pela última vez em 2015. 

"O caminho vai ser difícil, mas temos todas as ferramentas para consegui-lo", disse Antoine Griezmann à televisão do Barça, trazendo uma dose de otimismo para a torcida 'culé'.

- Neuer x Ter Stegen -

Outro duelo interessanta na partida entre Bayern e Barcelona é entre dois paredões: os goleiros Manuel Neuer e Marc-André ter Stegen. Líderes mundiais na posição, concorrentes diretos na seleção alemã, em setembro passado trocaram mensagens não muito conciliatórias, quando Ter Stegen afirmou que não entendia por que Neuer, de 34 anos, ainda era o titular absoluto.

Uli Hoeness, então presidente do Bayern, entrou na briga, alegando que Ter Stegen "não tinha o direito" de reivindicar uma posição em que Neuer é claramente o melhor. 

Desde então, os dois goleiros tentaram minimizar o incidente, mas o fato permanece. Aos 28 anos, o goleiro do Barça aguarda seu momento na seleção nacional. 

Até agora disputou apenas 24 partidas internacionais, contra 92 do campeão do mundo de 2014 Neuer. 

A Champions League pode ser uma chance para que Ter Stegen mude a opinião do técnico Joachim Löw e se vingque simbolicamente de seu rival da Baviera.

- Equipes prováveis:

Bayern de Munique: Neuer - Kimmich, Boateng, Alaba, Davies - Thiago, Goretzka - Gnabry, Müller, Coman - Lewandowski. 

Técnico: Hansi Flick.

Barcelona: Ter Stegen - Alba, Lenglet, Piqué, Semedo - Rakitic, Busquets, De Jong - Griezmann, Suárez, Messi.

Técnico: Quique Setién

Árbitro: Damir Skomina (SLO)

gr/iga/aam