Bando de Loucos: A Filosofia do Quase

Quase. Essa é a palavra que define a semana do Corinthians. Ontem, no Moisés Lucarelli, a equipe de Fábio Carille confirmou a coluna anterior aqui na Goal, comprovando que o técnico corinthiano é um monstro tático, frio e calculista, mesmo fora de casa, com a pressão da torcida da Ponte Preta, praticamente decidiu o Campeonato Paulista de 2017 vencendo a primeira partida por 3x0.

Se há algo que não suporto no Corinthians e na torcida do Corinthians é o tal de “Já ganhou”. Ok, o resultado deixou o Corinthians muito perto da conquista, mas oficialmente ainda não é. É a maldita linha tênue do problema pra resolver e a comemoração do feito. O adversário está muito próximo de ser superado, e os dois clubes sabem disso. Mas ainda não é.

O Corinthians não é Campeão. Mas é Quase.

O torcedor viverá uma semana de exercício mental, em tentar entender que “99% Loading” não é “100% Complete”. Falta pouco, mas ainda não dá pra cravar. Pode dar pau. Difícil, mas pode. O legal disso é justamente manter a esperança. É isso é uma filosofia maravilhosa, porque Futebol é justamente o combustível da esperança. É o grito na garganta tendo que secar mais alguns dias.

Arana Rodriguinho Jo Ponte Preta Corinthians Paulista 30042017

Se espera tanto por algo que pode vir, mas ainda não é.

Falta pouco! Aguenta firme aí.

Até porque, é justamente contra uma equipe que historicamente sempre parou no Quase. Foram inúmeras as vezes que a Macaca bateu na trave, inclusive no embate mais emblemático, reprisado e repercutido da história do Futebol Paulista, e porque não, entre clubes brasileiros, que foi a Final do Campeonato Paulista de 1977. Ali, quem vivia 23 anos de Quase era a equipe de Parque São Jorge.

Para conseguir transformar esta palavra que ilustra a coluna em realidade, o Corinthians precisa resolver dois problemas: Gabriel e Rodriguinho, que estão suspensos com o terceiro cartão amarelo.

Gabriel Ponte Preta Corinthians Paulista 30042017
Fotos: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O primeiro está próximo de ser oficial: Paulo Roberto, um leão no meio de campo ontem, está quase confirmado como titular. O segundo, ainda está em disputa. Clayton, Camacho ou Kazim levarão a vaga do meia Rodriguinho. Este, por sua vez, quase sendo eleito o Melhor Jogador do Campeonato.

O time para o segundo jogo está quase resolvido. Ainda não está, mas falta pouco. Assim como o caneco. Tem jogo, mas os caminhos para a glória corinthiana estão se abrindo.

Teremos uma semana para ficar bem íntimos da esperança. E isso é maravilhoso.

Não acabou. Mas tudo tende a acabar bem.

Luís Butti é redator publicitário, compositor e corintiano das antigas. Adora música, polêmica e redes sociais. É a favor do mata-mata e vê na Arena Corinthians o seu "Jardim do Éden"...