Bandeira critica Ferj e árbitro: 'Era esperado, sempre acontece isso'

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, fez críticas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) após o empate com o Vasco, neste domingo, em Brasília. Na saída do estádio, o mandatário rubro-negro falou com a imprensa e foi questionado sobre a arbitragem de Luís Antônio Silva Santos. Índio, como é conhecido, marcou pênalti inexistente de Renê nos acréscimos da partida, prejudicando o Rubro-Negro, que sofreu o empate de 2 a 2.

- Acho que era esperado. Campeonato Carioca sempre acontece isso, e não foi surpresa para ninguém. É só ver o histórico do Carioca. Adianta alguma coisa falar com a Ferj? A Ferj é isso que vocês viram aí. O nível de arbitragem é esse. Esse árbitro é isso que a gente sabe, todo mundo conhece. De repente, os especialistas descobrem que o Renê efetivamente botou a mão na bola... Que no gol anulado estavam todos impedidos, que a arbitragem foi perfeita e que o Campeonato Carioca é uma torneio em que as coisas funcionam de maneira imparcial para todos - ironizou o mandatário rubro-negro em entrevista reproduzida pelo Globoesporte.com.

O árbitro Luis Antonio Silva dos Santos e o auxiliar Daniel do Espírito Santo foram afastados pela Ferj minutos após o término do clássico. A Federação informou que eles não trabalham mais nesta edição do Carioca.



E MAIS: