Banco Central libera Flamengo e BRB para formarem sociedade em banco digital

Rubro-Negro e BRB formam parceira desde 2020 (Foto: Divulgação)


O aspecto financeiro do Flamengo fez uma movimentação importante. Nesta quinta-feira, o Banco Central autorizou Rubro-Negro e BRB, patrocinador master do clube, a formarem sociedade por controle de banco digital. Agora, o Nação BRB Fla será gerenciado por ambas as partes, em parceria igualitária. O passo já era aguardado há meses.

+ Veja as principais movimentações do Flamengo no mercado da bola

A empresa realizará a gestão dos negócios e dos clientes cadastrados no Nação BRB Fla. No momento, o projeto conta com mais de 2 milhões de contas abertas, e o objetivo do negócio é gerar dividendos, ou seja, lucro para os acionistas.

O BRB informou, logo após o anúncio da parceria, que "desdobramentos futuros do processo competitivo para a realização de parceria estratégica envolvendo a plataforma de negócios Nação BRB Fla serão tempestivamente informados aos seus acionistas e ao mercado em geral". Dessa forma, fica claro que Flamengo e banco ainda procuram por um terceiro sócio.

Nas redes sociais, os dirigentes do Rubro-Negro celebraram bastante a notícia. Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral do clube, escreveu: "Não falei que essa parceria seria de grande alegrias. Banco Central aprovou a companhia BRB/FLA. Com o apoio da nação seremos cada vez maior e mais vencedor. Nosso Banco Digital BRB/Fla vai operar e vamos ter 50% dos lucros do banco. E com 45 milhões de potenciais clientes/torcedores para empurrar o Flamengo pra frente. Bancos tem lucro graças aos correntistas e clientes. O lucro do Flamengo são as vitórias, o estádio, os títulos!".

+ Preocupação de Vítor Pereira com lesões indica 'virada de chave' no Flamengo

Já Luiz Eduardo Baptista, o BAP, presidente do Conselho de Administração, explicou a parceria: "O Banco Central acabou de autorizar a criação da sociedade entre o BRB e o Flamengo que controlará a atuação do nosso banco digital. Essa é a primeira sociedade autorizada pelo BACEN entre um clube e um banco. Da-lhe Mengão!!! Explicando: montamos uma sociedade meio a meio com o BRB, em um banco digital, baseado em nossos torcedores(+ 2MM) que se tornaram clientes digitais deste banco. Em menos de 2 anos, o valor do negócio já passou de 1Bi. Vamos Flamengo!"

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

VEJA A NOTA DO BANCO CENTRAL NA ÍNTEGRA

"O BRB - Banco de Brasília S.A. ("BRB" ou "Banco"), em conformidade com a Resolução da Comissão de Valores Imobiliários ("CVM") nº44, de 23 agosto de 2021, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que, em alinhamento ao seu Planejamento Estratégico e em continuidade ao informado por meio do Fato Relevante publicado em 29 de junho de 2022, o Banco Central do Brasil deferiu a solicitação de autorização, protocolada pelo BRB, de participação no capital social da nova companhia a ser constituída em associação com o Clube de Regatas do Flamengo, com finalidade de conduzir as operações da plataforma de negócios Nação BRB Fla.

O BRB informa ainda que desdobramentos futuros do processo competitivo, para a realização de parceria estratégica envolvendo a plataforma de negócios Nação BRB Fla, serão tempestivamente informadas a seus acionistas e ao mercado em geral.

Este Fato Relevante encontra-se disponível na Comissão de Valores Mobiliários - CVM, no site de Relações com Investidores do BRB e no Portal NEO1."