Balotelli marca sobre a Lazio, volta a sofrer racismo e jogo é interrompido

Sinal lamentável: Balotelli volta a sofrer racismo na Itália (Foto: AFP)
Sinal lamentável: Balotelli volta a sofrer racismo na Itália (Foto: AFP)


Mario Balotelli foi vítima em mais um triste episódio de racismo na Itália. Em partida entre Brescia e Lazio, neste domingo, o jogador de 29 anos ouviu vaias e gritos discriminatórios da torcida visitante no Estádio Mario Rigamonti, pela 18ª rodada do Campeonato Italiano. Os donos da casa foram derrotados por 2 a 1. O atacante, em belo giro, marco o gol solitário de sua equipe aos 18 da etapa inicial.

Ainda no primeiro tempo, Balotelli ouviu as músicas racistas e comunicou ao árbitro. O confronto foi paralisado por alguns minutos e o sistema de som do local pediu que os torcedores da Lazio parassem as ofensas. A torcida local respondeu em apoio ao italiano: "Mario, Mario!".

O comandante da Lazio, Simone Inzaghi, também pediu aos apoiadores de seu time para que interrompessem as ofensas. Após minutos de interrupção, o jogo foi retomado e a Lazio virou o placar, com dois gols de Ciro Immobile, que marcou o segundo no último lance do confronto.

HISTÓRICO DA TORCIDA DA LAZIO
O ocorrido deste domingo também não foi o primeiro envolvendo os "ultras" da Lazio. A torcida do time de Roma tem histórico de apoio ao líder fascista Benito Mussolini, e em outubro de 2019, foi punida pela UEFA por comportamento racista e gestos nazistas na partida contra o Rennes. A equipe teve de fechar dois setores de sua arquibancada para a partida contra o Celtic, no dia 7 de Novembro, pela Liga Europa.

ROTINA LASTIMÁVEL
O futebol italiano tem sido palco de uma série de manifestações de racismo. O próprio Balotelli abandonou uma partida contra o Hellas Verona, no último dia 9 de novembro, por conta de cânticos preconceituosos. Romeu Lukaku, da Inter de Milão, o brasileiro Dalbert, da Fiorentina, e Franck Kessié, do Milan, também foram alvos nesta temporada.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também