Balbuena nega que indefinição sobre permanência no Corinthians tem pesado nas suas atuações


Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Participante no gol sofrido pelo Corinthians na derrota por 1 a 0 para o Red Bull Bragantino, pela primeira rodada do Campeonato Paulista, o zagueiro Balbuena desconversou sobre a indefinição sobre o seu futuro no clube alvinegro pesar nas suas atuações.

O defensor paraguaio está emprestado pelo Dínamo de Moscou, da Rússia, desde o segundo semestre do ano passado, e tem contrato até o próximo dia 30 de junho. Até agora, a diretoria corintiana não procurou o estafe do atleta para tentar a compra em definitivo ou a extensão do empréstimo. Balbuena acertou o retorno ao Timão por conta da ‘cláusula da guerra’, que permitia que os jogadores que atuassem por clubes russos e ucranianos, países que estão em guerra desde fevereiro do ano passado, a terem seus contratos suspensos e acertar com equipes de outros países.

+ Cássio brilha e evita derrota ainda pior do Corinthians na estreia no Paulista

+ Confira as movimentações do mercado no vaivém do LANCE!

- Não sei quem pensa que essas coisas mexem com o jogador. A gente sabe que primeiro está a nossa responsabilidade, temos um trabalho aqui, pensar em se preparar bem para cada jogo, logicamente ajudar a equipe e buscar o resultado, que é mais importante. Nosso foco é isso, eu não fico fora desse pensamento, o meu trabalho tenho que fazer o meu melhor, ajudar a equipe quando a gente vem para o campo, o meu foco é esse - afirmou o zagueiro na zona mista após o revés.

Fabián Balbuena também saiu pela tangente sobre possibilidades de conversas que possam surgir para que ele permaneça no Corinthians após o fim do vínculo atual. O defensor preferiu jogar a situação para a imprensa.

- Conversa tem na mídia, vocês ficam falando, jogando notícias daqui para lá, que é normal da imprensa esportiva. É normal, é do jogo, vocês criam matéria, para criar notícias, sai uma, e do outro lado. Meu foco está sobre o meu trabalho, me colocar para ajudar a equipe 100%, como os meus companheiros, e logicamente conseguir os resultados que a gente quer - afirmou Balbuena.

Balbuena, Fausto, Du Queiroz, Maycon, Moraes e Fábio Santos
Balbuena, Fausto, Du Queiroz, Maycon, Moraes e Fábio Santos

Balbuena e outros jogadores exaltar torcida do Corinthians em Bragança (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

O camisa 31 esteve ativamente presente no gol sofrido pelo Timão contra o Massa Bruta. Artur colocou a bola nas redes aos 28 minutos do segundo tempo, passando por trás de Balbuena antes de deixar a sua marca. Os corintianos reclamaram de uma falta de Cantillo no início da jogada. A infração, no entanto, não foi registrada e o gol do Braga foi confirmado.

+ Confira a tabela do Paulistão e simule os jogos das partidas

- A gente estava um pouco aberto, porque começamos a sair jogando. Eu não vi muito claro a jogada, mas o pessoal falou que falta, o Canti tentou dominar a bola e o cara chegou nas costas dele. Uma coisa que não compete a nós falar da arbitragem, temos que falar do nosso trabalho, que a gente foi muito abaixo do que podemos e esperamos, mas vamos trabalhar para melhorar e as vitórias vão vir, certeza - disse o paraguaio.

Para exorcizar o demônio da derrota para o Red Bull Bragantino, o Corinthians volta a campo já nesta quarta-feira (18), às 19h30 (horário de Brasília, contra o Água Santa. Será a estreia corintiana em casa na temporada, já que o duelo acontece na Neo Química Arena.